Browsing Tag

cores na decoração

azul-e-rosa

Azul para meninos e rosa para meninas

Algumas notas sobre Cores

Já são dez anos (10 anos!) da minha vida estudando e pesquisando sobre cores. Minha pesquisa a princípio era focada no uso das cores dentro do design de interiores e não demorou muito pra eu descobrir que as regras sobre as cores estão aí para serem utilizadas…e quebradas também. Eu passei pela fase de “sofá azul não pode, é cafona, é brega” até a fase de “que sofá azul lindo! Vou comprar”. E eu ainda fico muito chocada de lembrar que a proibição de usar sofá azul veio de um dos meus professores, porque depois de tanto ler e pesquisar, a gente acaba se dando conta de que praticamente tudo é muito relativo, principalmente quando se trata de escolher cores.

Um dos questionamentos que eu me fiz quando fui escrever o primeiro post sobre quartos de bebê aqui no blog foi: por que as pessoas sempre pintam os quartos com azul para os meninos e rosa para as meninas? E bastou uma pesquisa rápida no google, comparando diferentes links, pra descobrir (assim, já dando a resposta de forma superficial) que tudo se tratou de uma campanha de marketing (mas calma, que tem História por trás disso). No post The history of pink for girls, blue for boys (em inglês), é possível ter uma noção geral de como essa imposição social surgiu e começa questionando que “em fotos de bebês do final do século XIX, os meninos e meninas usam vestidos brancos com babados – então, como os macacões rosa com “Princesa” estampado atrás se infiltram nos guarda-roupas das garotas?”. E você sabia que a regra já foi Azul para MENINAS e rosa para MENINOS?:

“O artigo do Ladies ‘Home Journal em junho de 1918 dizia: “A regra geralmente aceita é rosa para os meninos, e azul para as meninas. A razão é que o rosa, sendo uma cor mais decidida e forte, é mais adequado para o garoto, enquanto azul , que é mais delicada e doce, é mais bonita para a menina “. Outras fontes disseram que o azul era lisonjeiro para as loiras, cor-de-rosa para as morenas; ou azul era para bebês de olhos azuis, rosa para bebês de olhos castanhos.”

Já “em 1927, a revista Time publicou uma tabela mostrando as cores adequadas ao sexo para meninas e meninos de acordo com as principais lojas dos EUA.” Em meados de 1940 a regra era azul para meninos e rosa para as meninas porque assim os fabricantes de roupas decidiram optar. Roupas de bebê unissex, ou seja, com cores neutras, entraram na moda de novo nos anos 60 e 70 devido ao movimento de libertação feminina, mas em meados dos anos 80 a regra do azul e rosa voltou em decorrência do desenvolvimento de testes pré-natais, onde novamente há o objetivo de aumentar vendas definindo a cor para cada gênero. (Informações de acordo com a historiadora da Universidade de Maryland Jo B. Paoletti, autora de “Pink and Blue: Telling the Girls From the Boys in America”.)

Isso me fez lembrar de quando me foi dada a liberdade de escolher a cor das paredes do meu quarto, lá pelos meus 15 anos. Por nada no mundo eu queria cor rosa por achar que a cor rosa era símbolo de “mulherzinha”, que não me representava nem um pouco porque eu queria ser uma menina meio rockeira, forte, rebelde…mal eu sabia que “mulherzinha a gente fala quando alguém é incrível” (oi, Lara!). O que eu quero dizer é que esse simbolismo sobre essas cores é apenas uma imposição, não uma regra absoluta, até porque vimos que já foi uma regra diferente em outras épocas. Essas “regras” mudam constantemente mas elas afetam a nossa vida e eu acredito que é preciso ter muito cuidado com o que a gente adere como estilo de vida, especialmente quando não temos conhecimento da origem de tais costumes.

lara-mulherzinha

Fala da Lara, personagem de “Irmão do Jorel” no episódio 25 da 1ª temporada

Outro post interessante sobre esse assunto do jornal El País: Por que rosa é de menina e azul é de menino? E para quem quiser se aprofundar mais no estudo sobre cores eu indico o livro “A psicologia das cores: como as cores afetam a emoção e a razão“, da autora Eva Heller.

Beijos e até o próximo!

Refrescando com tons de azul

Cores

Projeto: molly frey design

A paleta de cores desse projeto varia em tons claros de azul, branco, cinza e verde. Gosto muito de como a mistura dessas cores deixa o espaço com uma aparência mais refrescante. A sensação é de que se você abrir a janela de qualquer um dos quartos, vai encontrar uma praia e um dia ensolarado (mas com aquele vento gelado, sabe?!). Poder trazer essas sensações naturais para o design de interiores é uma coisa incrível porque mais do que ter um espaço com uma boa aparência, algumas pessoas necessitam disso como auxílio em tratamentos de doenças emocionais. Abaixo separei mais dois quartos com tons de azul claro para você se inspirar e observar melhor como a distribuição de cores acontece:

decoracao-quarto-azulProjeto do blog centsational girl, o quarto acima usou os tons de azul na pintura da parede, na capa das almofadas e duvet e em detalhes como algumas caixas que enfeitam a estante.

decor-quarto-azulEntre o branco e o marrom claro da madeira, os tons de azul aparecem na estampa das almofadas, na poltrona, na cortina e até no pequeno rádio ao lado da cama. O quarto faz parte do St Winifreds Residential Care Home, que além de ser um asilo também trata de idosos com diagnóstico de demência.

Para ver outros posts sobre cores clique AQUI.

Um beijo e até mais!

cor-pantone

Marsala cor Pantone

Cores Quartos

cor-marsala

Eu não costumo seguir nenhum tipo de tendência apenas porque é tendência. Se tem algo que todo mundo está usando ou fazendo e eu acho que ficaria bom em mim ou que seria legal na minha vida, então tudo bem. Mas do contrário, nada feito. Também aplico isso ao design de interiores e é por esse motivo que sempre fui um pouco desconfiada com esses anúncios de “a cor do ano” e etc.
Porém, há alguns dias eu recebi uma edição da revista habitat que tem uma entrevista muito interessante com Blanca Liane (distribuidora oficial da Pantone no Brasil) falando sobre o processo de pesquisa da Pantone com as cores, e confesso que eu não tinha ideia das coisas que eles levam em consideração na hora de eleger uma cor específica. “Além de especialistas em que o design é importante, eventos políticos, sociais e econômicos também são analisados”. As cores tem poder sobre os nossos sentidos, além de todo o lado simbólico…
Então eu criei essa colagem e usei na parede um tom parecido com o Marsala, a cor de 2015 – esse marrom avermelhado que dá vontade de comer ♥. É um tom sofisticado, que pode parecer mais sério ou mais fofinho dependendo de com quais outras cores você irá combiná-lo. Acho que pode ser bastante explorado.

PANTONE 18-1438 Marsala
revista-habitat.png

Até o próximo!

In this together!

Entretenimento
design-quarto-detalhes
Olá você!

Criei essa colagem há dois dias em um momento de pura distração enquanto eu ouvia em modo #repeat todas as músicas do Panic at! the disco, imaginando como seria o show de ontem…que foi incrível, por sinal.

Se você reparar, não tem nada de extraordinário no layout desse quarto. É só a cama no centro e dois criados mudos de madeira (e iguais), um de cada lado. A cabeceira cobre toda a área de cama/criados e a única diferença é que ela é baixa e preta. Esse ~desenho~ de móveis para o quarto qualquer marceneiro ou loja de planejados faz, e é muito comum na verdade. Mas os outros detalhes que eu acrescentei deram outra aparência para a composição inteira. Isso significa que é possível dar personalidade para um espaço sem graça, mesmo sem mexer diretamente no mobiliário.

Achei legal colocar o pôster em tamanho gigante, cobrindo todo o comprimento da parede e delimitar a área com essa mistura de preto e branco. A roupa de cama é bem básica, tudo neutro, mas as almofadas com quadriculado e a almofada com estampa de rádio acrescentaram uma informação visual mais interessante. O vaso e a luminária são itens mais caros, os elementos de glamour do design de interiores.

panic-at-the-disco-bsb panic-at-the-disco-bsbAgora falando um pouquinho desse show que eu não pensei que tão cedo fosse ter a chance de presenciar…sério, eu lembro de ficar assistindo aquele programa da MTV que passava os 10 clipes mais votados, na época em que I write sins not tragedies começou a fazer sucesso. Eu não tinha outros meios de ouvir música, exceto MTV, Jovem Pan lol e CDs, daí que eu aumentava o volume e ficava cantando com o meu inglês perfeitamente errado. Era legal. O caso é que eu passei a gostar das outras músicas da banda e amei o novo disco. Caí pra trás quando o songkick alertou que ia ter show deles aqui! Me arrependo de não ter comprado pista premium porque estava bem tranquilo nessa área e eu teria conseguido aproveitar bem melhor.

Antes de Panic rolou show do Skank (que eu também queria muito ver), mas achei um pouco desanimado, não sei se foi porque não era um show especificamente deles…mas eu tinha expectativas maiores. Não fiquei pra ver Linkin Park :/ e soube que eles fizeram um ótimo show (mimimi).

Sou dessas pessoas que ouve todo tipo de música, mas só gosta de algumas poucas bandas por inteiro. Tenho uma lista com o nome dessas bandas e o desejo de ver todas ao vivo um dia. Gosto de estar no meio de uma multidão cantando as minhas memórias, é bem emocionante. Panic me lembra muito uma fase específica da minha adolescência e é uma referência preciosa pra mim no campo artístico, eles são bem autênticos e eu adoro isso.

panic-at-the-disco-bsb

panic-at-the-disco-bsb

Alguém aí viu o show em BH ou aqui em Brasília também?

Beijo!

Thyeme Figueiredo

Our yellow

Colagem
yellow-color
Olhando algumas colagens antigas percebi que nunca havia criado nada com amarelo em destaque. Vez ou outra ele aparecia na cúpula de um abajur, em uma almofada…mas nunca na cor da parede e sempre sendo apenas um complemento. Resolvi tentar. Aí depois de acrescentar alguns detalhes eu lembrei de yellow submarine dos beatles. Nunca tinha prestado atenção na letra dessa música e ela é bem bonitinha!
SOBRE OS ITENS USADOS:
Esse pequeno espaço da parede em amarelo foi o ponto inicial de tudo. Minha ideia é que nesse local a parede tenha alguns centímetros a mais para frente, assim o papel de parede – esse lindo que parece uma renda – não fica perdido no espaço. Ele tem onde começar e onde terminar. Todas as almofadas são diferentes, mas cuidei de escolher três com um tom de azul escuro que combina bastante com o amarelo. As outras são um detalhe a parte. O criado-mudo tem linhas retas e o tom de madeira é muito versátil, combina com todas as idades e até estilos. Um quadro com foto (100% nacional e eu adoro essa fotógrafa) e outro com arte mais minimalita finalizam a decoração.
  Você pode participar sugerindo uma cor/combinação para as próximas colagens!  
Um beijo e até o próximo! → Acompanhe
Thyeme Figueiredo

QUARTO COM DECORAÇÃO DISCRETA

Quartos

casa_andrea_teixeira_fernanda_negrelli_17
casa_andrea_teixeira_fernanda_negrelli_18

O espaço da cama e do criado-mudo foi delimitado com o que acredito ser gesso acartonado, revestido com papel de parede (ou seria tecido?) nas laterais. Uma obra de arte em tamanho gigante cobre a parede lateral, preenchendo o que seria apenas uma parede branca e o split fica escondido sob uma “porta” ripada, fazendo parte de uma composição com prateleiras em forma de nicho (também delimitadas com gesso acartonado!). Esse quarto, projeto de Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli, tem cores neutras predominando e “toques” de azul (o tapete, as almofadas, os potes e vasos, o abajur, o porta-retrato…). Gostei muito da simplicidade e sobriedade do ambiente, que tem uma atmosfera discreta e elegante. Atenção para a organização dos objetos nas prateleiras e arrumação das almofadas e travesseiros!
E não esquece de comentar o que achou!
Beijos,
Thyeme Figueiredo

Combinando vermelho e verde na varanda

Colagem

colorful-red-and-green

E aí, como vai a semana?
Para essa quarta-feira, criei uma colagem dando destaque para as cores verde e vermelho. Comecei o set a partir da orquídea Denphale, essa rara espécie verde. Em seguida acrescentei essa capa de revista como se fosse um pôster (passa por um pôster bem bonito, não concorda?) para trazer justamente a ideia de que coisas simples assim e que provavelmente todos nós temos em casa, podem virar uma espécie de arte para a decoração quando bem combinadas.

A cadeira tulipa (Eero Saarinen) tem um design clássico e achei que fez um par perfeito à mesa com base em formato de borboleta, exatamente por sua redução de pernas (ao invés de 4, essa cadeira tem só 1). Diminuiu a quantidade de informação visual. Mais legal ainda é que o assento vermelho complementa a paleta de cores. O pufe “gordinho” dá a esse espaço aquele efeito assimétrico que eu tanto amo, por ter uma altura menor que a da cadeira.

Acho que seria uma decoração legal para a varanda pequena do quarto…

Concorda? → FACEBOOK

Beijos e até o próximo!

Thyeme Figueiredo

Cores dos pássaros

Cores
paleta-cores-pavao
Em Belém, na estação das docas, aconteceu uma exposição sobre aves. Eu devia ter uns 8 anos, mas tudo no local foi tão bem produzido que eu ainda lembro do som dos pássaros sendo reproduzido no ambiente inteiro. Nessa época eu já tinha uma história sensível/dramática com os pássaros por ter lido a crônica do pintassilgo, então fiquei completamente encantada e cheguei em casa colando na parede do meu quarto todos os folders distribuídos na exposição…
Quase todas os tipos de pássaros tem cores tão bonitas se você parar para observar! Dá vontade de fazer paleta de cores sempre que vejo uma foto deles. Mas dessa vez o escolhido foi o pavão, em uma estampa macro do Studio Four NYC. Achei legal a ideia de usar marrom, azul escuro e branco gelo no design de interiores. Você consegue imaginar como poderia ficar? Ainda não tive tempo de criar uma colagem no polyvore usando essa combinação, mas assim que tiver posto aqui. Enquanto isso se quiser me contar o que achou em um comentário, fique à vontade! Vou adorar saber.
Um beijo!
Thyeme Figueiredo

Mesmo quarto várias cores

Uncategorized
objetos de decoração nacionais e importados

Que eu adoro trabalhar com o polyvore, vocês já sabem. A novidade é que nas últimas semanas eu comecei a importar produtos de lojas nacionais para usar nos meus sets. Esse site é muito usado pelos gringos, mas aqui no Brasil ainda é pouco conhecido e acho isso uma pena! Então, sempre que eu criava algo usando as imagens que já estavam disponíveis lá, conseguia uma criação linda mas praticamente inviável de ser executada, já que todos os produtos apareciam em dólar e nem todas as lojas entregam no Brasil…Pensando nisso, eu juntei todas as lojas legais que eu conheço por aqui e comecei a importar os seus produtos. Nada melhor do que ver um objeto legal e saber que podemos comprar, não é? Ainda assim, alguns produtos de lojas estrangeiras vão continuar aparecendo, viu?
  1. Poster “in rain” (Na casa da Joana) R$45,90 (corre que tá rolando 15% de desconto+frete grátis!)
  2. Buffet Libia (oppa) R$499,00
  3. Almofada família (K studio home) (Achei linda e muito cara :/ $152,00)
  4. Abajur (shop style) $53,99 (Não entregam no Brasil)
Gostou da cor preta na parede do quarto? Não? Então é só olhar as imagens abaixo porque essa composição também fica linda com outras cores!

objetos de decoração nacionais e importadosobjetos de decoração nacionais e importadosobjetos de decoração nacionais e importados

Escolheu o seu preferido?
Beijo!
Thyeme Figueiredo

Aprendendo a combinar as cores

Uncategorized
Vocês já devem ter percebido que eu adoro falar sobre cor aqui no blog, não é? Confesso que às vezes eu perco horas lá no polyvore testando combinações e criando paletas e adimito que a escolha das cores é onde eu mais tenho dificuldade na hora de criar os meus projetos. Pra mim, as cores tem uma linguagem própria. Muitas das vezes você consegue definir um estilo só através do uso delas. Esse post não é um tutorial mas é uma maneira de mostrar como vocês podem aprender a combinar as cores na decoração usando a moda como referência.
Pois bem, estava eu lá no polyvore pensando em criar um set completamente diferente do que estou postando aqui. Muda isso, muda aquilo e acabei seguindo outro rumo. Achei tão bonita essa mistura de cor de vinho, branco, azul, terracota e preto! Já falei sobre a relação entre o design de interiores e a moda colaborando com o blog sweet dreams (clique para ler) e repito essa conexão aqui. Criei dois sets – um sobre design de interiores e outro com um ~look~, usando as mesmas cores. No geral, as cores que caem bem em um look provavelmente ficam bem na decoração (e o contrário também).
Curtiram as minhas escolhas? No fim do post montei uma playlist com algumas músicas do the vaccines (que foi o que me inspirou!). Próximo post tem inspiração da TV!

dresser by thyeme figueiredo
look by thyeme figueiredo

inspiration from the vaccines by thyeme on Grooveshark

Um beijo!