fim-de-tarde-veneza

Veneza

Viagem

1508461603897

Esse é o terceiro post da minha viagem para a Itália em Maio/Junho de 2017 sobre a maravilhosa Veneza (os primeiros posts foram Milão e o Lago de Como).

Nosso trem partiu de Milão em direção à Veneza mais ou menos às 13:30. Esse percurso durou cerca de duas horas (mesmo com algumas paradas) e foi uma viagem bem tranquila, com um trem relativamente vazio. Eu não sabia muito bem o que esperar de Veneza porque ouvi e li comentários negativos, que Veneza tinha um cheiro horrível, que era deprimente e que não era tão bonita como parecia nas fotos. Confesso que as minhas expectativas foram ficando cada vez mais baixas. Daí que Veneza é dividida entre a parte famosa e mais turística (com os canais e etc.) e uma parte mais ~terrestre~ vamos dizer assim. O trem chega por essa parte não famosa da cidade e faz uma primeira parada (existem duas estações em Veneza) e depois atravessa uma ponte em direção à estação que já fica bem em frente à um canal.

ponte-de-veneza

Quando o trem atravessou a ponte e eu tive o primeiro vislumbre da cidade do jeito que eu conhecia das fotos, eu já fui ficando mais empolgada e curiosa. E praticamente andei dando pulinhos de felicidade depois de sair da estação de trem e ver o primeiro canal e todas aquelas construções em volta dele…

Nosso hotel ficava pertinho da estação de trem e fomos direto pra lá guardar as coisas e aproveitar o dia (já era umas 16:00 mas como era verão, só escurecia depois das 21:00). Recomendo muito o hotel Santa Lucia porque valeu cada minuto que eu perdi pesquisando em busca de conforto com um bom preço. Achei hospedagem em Veneza muito cara e até os hostels não eram muito vantajosos. Reservei esse hotel diretamente pelo site deles e custou cerca de €70 a diária para duas pessoas em um quarto sem banheiro. Eu fiquei com bastante medo de que a minha tentativa de economia desse prejuízo, mas chegando lá a recepção foi muito atenciosa e, embora o quarto não tivesse banheiro dentro, o banheiro ficava logo em frente ao quarto (mais de um banheiro inclusive) e durante as duas noites que ficamos lá não encontramos com nenhum outro hóspede e os banheiros estavam sempre limpos e secos. Além do mais tinha uma pia dentro do quarto, o que facilitava não precisar sair pra escovar os dentes e lavar as mãos. Um amigo do meu irmão pagou exatamente o mesmo preço que nós (€35 porque dividimos tudo) pra ficar em um hostel num quarto dividido com mais 8 pessoas, então só nesse aspecto eu já vejo vantagem em termos ficado nesse hotel.

veneza

Passamos essa primeira tarde/noite (que eu acabei de me dar conta que pareceu um dia realmente longo) só andando aleatoriamente e conhecendo a cidade sem preocupação de ir ver os pontos turísticos e acho que isso, mais do que tudo, foi o que me fez amar Veneza de verdade. Meu irmão já tinha estado lá, então eu fiquei muito despreocupada de a gente se perder e coisas do tipo, só fui. E a gente andou MUITO. Se surgia uma rua que parecia interessante a gente entrava nela sem dó e isso foi revelador e divertido. Achei Veneza muito misteriosa, dá a sensação de que você nunca vai conseguir conhecer tudo o que existe por lá.

veneza

veneza

veneza

veneza

venezaPerdemos a conta de por quantas ruas já havíamos passado e chegamos no que parecia ser o outro lado da cidade, onde tinha um parque. Era bonito, mas nada de diferente e então vimos umas cabines de venda e uma entrada fechada, que custava €35 por pessoa. Meu irmão achou que esse valor era pra entrar nesse parque e eu não me preocupei em descobrir do que se tratava e mais tarde acabei descobrindo que era a Bienal de arte de Veneza (!) e eu me arrependo muito de não ter entrado. Muito mesmo. Talvez fosse por isso que a cidade transpirava arte. A gente entrou em exposições de fotografia, instalações e vimos várias esculturas legais espalhadas por toda Veneza. Sem mencionar os adolescentes que andavam pra lá e pra cá com telas e materiais de pintura. Não sei se as coisas são sempre assim por lá, mas enquanto estive lá foi bonito de ver.

Veneza

Veneza

arte-em-veneza-1 arte-em-veneza Veneza

Veneza

É difícil de descrever o quanto eu achei Veneza bonita e acho que nenhuma foto faz justiça. Passamos as últimas horas de luz desse dia perto da sereia azul, sentados em uma “esquina” com uma vista linda do canal. Un fascino.

Veneza

Veneza

Thyeme-em-veneza

VenezaVeneza Veneza venice

Jantamos em um lugar muito bonitinho próximo ao hotel (eu infelizmente esqueci o nome do restaurante, sorry :/) e eu fiquei bem feliz quando começou a tocar “blister in the sun” nesse lugar.

Veneza

SEGUNDO DIA

veneza

lojas-em-venezaitaly-food april_2017-10-17-17-15-57-107 church-veneza

No nosso segundo dia em Veneza nós andamos o dobro do dia anterior. Pela manhã andamos até a outra ponta da cidade, uma área com pouquíssimos turistas. Fiquei muito contente de chegar em uma esquina e perceber que eu estava exatamente no mesmo lugar de uma foto que eu tinha achado linda no pinterest:

Veneza

Esse também foi o dia em que visitamos a Piazza San Marco  e foi o lado de Veneza que menos me interessou. Não que seja feio ou ruim, pelo contrário. Mas depois de ver tanta coisa diferente nas vielas cheias de água, os monumentos ficam em outro nível. Ainda assim a igreja é incrível. Precisei pagar €1 por um pedaço de feltro para cobrir os ombros na entrada da igreja.

Passamos no supermercado e seguimos bebendo e comendo salgadinho na beira do Grand Canal…quando um rapaz da Turquia, que estava fazendo um mochilão sozinho, começou a conversar com a gente e acabamos dividindo uma pizza e uma conversa em inglês que passava pelo coreano, turco e português hehe

piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marco piazza-san-marcopiazza-san-marcoponte-rialto fim-de-tarde-veneza fim-de-tarde-veneza

Veneza Veneza Veneza Veneza Veneza Veneza Veneza

Não fizemos o passeio de gôndola porque achamos desnecessário considerando o quanto podíamos gastar e não tivemos interesse o suficiente, mas acho que deve ser lindo, quem sabe em uma próxima vez…

Gastei muito dinheiro com água porque eu esquecia de levar a garrafa, mas lá em Veneza existem várias torneiras/fontes onde é possível encher a garrafa.

Não achei a cidade fedida e estava MUITO calor.

Fiquei um dia e meio em Veneza (no outro fomos pra Burano) e vi muita coisa que eu gostaria de poder apreciar com mais calma, então acho que vale a pena ficar mais tempo na cidade.

Cuidado na estação de trem! Furtaram a minha madrasta quando ela estava se organizando com as malas no trem e quando eu estava pegando o trem de volta um homem veio pegando a mala da minha mão me “ajudando” a carregar e parecia que ele era um funcionário da estação, mas na realidade ele estava pedindo dinheiro. O problema é que eles ficam fazendo isso de uma forma agressiva e depois de colocar a minha mala no compartimento ele tentou puxar a minha bolsa pra me ajudar a carregar ela também lol. Depois ele foi super agressivo pedindo dinheiro. Foi o único trem em que encontrei problemas desse tipo.

Próximo post vai ser sobre Burano!

Um beijo :)

You Might Also Like

1 Comment

  • Reply
    Vídeo: três obras de arte - Opinião da designer
    19 Maio, 2018 at 5:54 pm

    […] interessantes. Nesse vídeo eu falei sobre três obras de arte que eu AMEI e falei um pouco sobre Veneza também, inclusive estou terminando de editar os vídeos que gravei lá na Itália, pra postar em […]

  • Leave a Reply