Browsing Tag

Brasília

Casa Cor Brasília 2018

Algumas notas sobre

“De 12 de setembro a 30 de outubro, a Casa da Manchete, uma construção com projeto de Oscar Niemeyer no Setor de Indústria Gráficas (SIG), recebe a CASACOR Brasília 2018. Profissionais da arquitetura, design de interiores e paisagismo se inspiraram no tema deste ano, CASAVIVA, para compor os 39 ambientes em espaços que somam 5 mil² nesta 27ª edição da mostra.  Este conceito mostra projetos de recantos dedicados ao bem estar, tendo também a natureza como norte das composições.” (Fonte: Casa Cor)

Fiz uma visita à Casa Cor Brasília no final do mês passado e gostei bastante dessa edição. Notei vários detalhes interessantes nos projetos e para esse post eu separei as coisas que mais gostei. Se você estiver construindo/decorando, acho que vale muito a pena fazer uma visita (ingressos R$50,00 inteira e R$25,00 meia entrada) e olhar de perto a variedade de revestimentos utilizados, detalhes de mobiliário e observar o layout dos espaços. Dá para ver fotos de todos os ambientes direto pelo site da CasaCor, mas fotografias de mostras de decoração quase nunca se equiparam a ver tudo de perto e sentir as texturas, a iluminação e etc. #ficaadica

Meus detalhes preferidos na Casa Cor Brasília

casa-cor-brasilia-2018

Meu espaço favorito foi o Estúdio Casa, de Ângela Cambraia. Gostei muito de como ela aproveitou o espaço, unindo vários cômodos em um espaço só (pequeno ainda por cima). Já no #RefúgioVeredas_Cinex, do Stúdio Denise Zuba eu fiquei encantada com a variedade de peças culturais que eles levaram para dentro do espaço, tinha uma escultura de madeira incrível e um aparador de madeira que por si só vale como obra de arte na minha opinião. Nesse espaço eu não queria mais sair do jardim, com uma piscina e área externa bem aconchegante. Os projetos de banheiros vieram com algumas propostas bem legais, muitos exploraram a ausência de porta e a transparência. Vi vários espaços com áreas divididas como comentei nesse post aqui e gostei especialmente da quantidade de verde das plantas espalhadas pela CasaCor inteira.  
Gostei também de que os projetos se adequaram bem à proposta de Casa Viva e buscaram relacionar o design de interiores com uma proposta mais regional. Definitivamente preciso me programar pra visitar a CasaCor mais de uma vez porque eu sempre saio de lá com a sensação de que poderia ter visto mais. Como são muitos ambientes, eu acabo ficando um pouco cansada e vou parando de observar direito e nessa edição eu quis olhar tudo com bastante calma e assim consegui prestar atenção em detalhes mais sutis (o beija-flor da primeira foto desse post <3). 
Ideia bonitinha para lavabo, um ninho de sabonetes? Achei fofo.

Ideia bonitinha para lavabo, um ninho de sabonetes? Achei fofo.

E essa estante que dá pra sentar e pode ser um espaço incrível para os gatinhos?!

E essa estante que dá pra sentar e pode ser um espaço incrível para os gatinhos?!

As plantas suspensos já faz tempo que eu quero aderir em casa

As plantas suspensos já faz tempo que eu quero aderir em casa

Detalhe da porta do armário

Detalhe da porta do armário

Casa Cor 2018

Escultura incrível, tinha tudo a ver com o restante do espaço

Escultura incrível, tinha tudo a ver com o restante do espaço

Detalhe de revisteiro embutido no móvel lateral

Detalhe de revisteiro embutido no móvel lateral

Casa Cor Brasília 2018

Jardim com piscina onde eu queria ter ficado até o final da mostra hehe

Jardim com piscina onde eu queria ter ficado até o final da mostra hehe

Casa Cor Brasília 2018

Composição com dois tapetes em tons parecidos

Composição com dois tapetes em tons parecidos

Os pés do vaso que graça!

Os pés do vaso que graça!

Adorei o jogo de luz e sombra e o efeito de desaparecer dentro da parede dessas mini esculturas

Adorei o jogo de luz e sombra e o efeito de desaparecer dentro da parede dessas mini esculturas

Quarto suspenso <3

Quarto suspenso <3

Casa Cor Brasília 2018 Casa Cor Brasília 2018

As plantas na parede são ideais para interiores porque sofreram um processo que agora é tendência conhecido como "desidratação"

As plantas na parede são ideais para interiores porque sofreram um processo que agora é tendência conhecido como “desidratação”

Amei a manta de tricô e o jeito que ela foi disposta no sofá

Amei a manta de tricô e o jeito que ela foi disposta no sofá

Casa Cor Brasília 2018

Não é papel de parede! Aqui a escolha foi de uma pintura exclusiva feita por uma artista plástica

Não é papel de parede! Aqui a escolha foi de uma pintura exclusiva feita por uma artista plástica

Escultura lindíssima na área de saída

Escultura lindíssima na área de saída

E por fim, minha tradição pessoal de sempre tirar uma foto em cadeiras com design maravilhoso hehe

Casa Cor Brasília 2018

Não esquece de deixar um comentário dizendo o que mais você gostou!

Beijos e até o próximo!

museu-nacional-da-republica

Fotografias do museu nacional

Fotografia

museu-nacional-da-republica

Esse semestre eu estou cursando uma disciplina de fotografia e resolvi começar a compartilhar algumas das fotos que tenho feito aqui porque eu acho que são capturas muito bonitas (modéstia à parte haha). Nesse post estão as fotografias do Museu Nacional da República – projeto do arquiteto Oscar Niemeyer – e o objetivo era “brincar” com o construtivismo na fotografia, isso é, produzir imagens com bastante contraste, jogo de luz e sombra e com formas e texturas que evoquem outros elementos, além do objeto fotografado em si. Eu não editei as fotos, nem sequer cortei (as que aparecem em preto e branco foram feitas com essa opção de filtro da câmera), mas estava fazendo um dia lindo e não havia nenhuma nuvem sequer nesse clássico céu azul de brasília…

museu-nacional-da-republica museu-nacional-da-republica museu-nacional-da-republica museu-nacional-da-republica museu-nacional-da-republica museu-nacional-da-republica museu-nacional-da-republica

Beijos e até o próximo!

cachoeira-salto-de-itiquira

Salto do Itiquira

Viagem

cachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquiracachoeira-salto-de-itiquira

Depois de 4 anos morando em Brasília, em termos de passeio, a lista de coisas para fazer por aqui ficou bem curta. Mas cachoeira é o que não falta no entorno e enquanto eu não consigo me organizar pra visitar a tão famosa Chapada dos Veadeiros, me permito ficar bem feliz com o Salto do Itiquira, que fica mais ou menos a duas horas de carro partindo de Brasília. Não acho um lugar tão legal assim para tomar banho porque a área com mais profundidade de água sempre está muito lotada (as duas vezes que eu fui era final de semana) mas o complexo é muito bonito e bem cuidado e acompanhar a queda d’água – que é altíssima – vale a visita.

LEIA MAISMinha primeira vez em Itiquira | Cachoeira poço azul

Pokémon Go Brasília

Entretenimento

pokemon-bsb1

Eu não sou uma pessoa de jogos. Na minha infância joguei bastante Sonic, Mario world e Streets of rage mas foi só. Gostava dos jogos de corrida de carro, porém pelo que eu lembro não existiam muitas opções disponíveis. Por isso quando a internet do Brasil inteiro começou a implorar pelo Pokémon Go eu não estava nem aí. Eu diria que de certa forma eu continuo assim, exceto que a ideia de completar a pokedéx me deixa muito empolgada porque eu adoro álbuns de figurinha. Pessoalmente, isso me basta. O encanto mesmo desse jogo pra mim está nas possibilidades em relação às outras pessoas. Eu ouvi histórias de pessoas colocando lures (que é um item do jogo que atrai pokémons a um determinado local por meia hora) em pokestops próximos de hospitais infantis – que chega a ser algo mágico se você pensar como uma criança – e histórias e mais histórias de pessoas depressivas que encontraram um objetivo para sair de dentro de casa. Sem falar que nada assim foi inventado antes! Por isso no último sábado eu aceitei ir dar uma volta no Parque da cidade aqui em Brasília (onde tem muitos pokestops) e dediquei duas horas muito divertidas a capturar pokémons. Para minha surpresa o lugar estava lotado de pessoas fazendo exatamente a mesma coisa, misturando crianças e adultos. Na hora em que o meu celular descarregou e eu sentei pra descansar (não é fácil ser uma mestre pokémon), aproveitei para tirar as fotos abaixo:

pokemon-bsb6pokemon-bsb7pokemon-bsb3pokemon-bsb4pokemon-bsb10pokemon-bsb5pokemon-bsb8pokemon-bsb9

O mais legal dessas fotos pra mim é que elas foram bem despretensiosas e eu gostei muito de como ficaram. Eu tentei gravar vídeo enquanto estava lá, mas eu ainda fico muito tímida com lugares muito cheios de pessoas, então…

Minha conclusão é de que vale a pena a experiência de jogar Pokémon Go, nem que seja só pra você entender o motivo de tanta empolgação.

cachoeira-poco-azul

Cachoeira Poço Azul

Viagem
Um amigo meu está indo passar alguns meses em outro Estado e resolveu marcar a despedida dele em plena segunda-feira, nessa cachoeira maravilhosa – conhecida como poço azul. Fazia tempo que eu queria conhecer esse lugar e essa foi a oportunidade perfeita.
A distância do DF até a saída Norte em direção Brazlândia fica em torno de 50 km. Não é muito longe, mas boa parte da estrada é de terra. A cachoeira Poço azul fica dentro de uma propriedade e para entrar é necessário pagar R$8,00 reais se não me engano. Não pagamos porque não havia ninguém para receber nem na entrada e nem na saída (!?) e como desvantagem ganhamos a falta de informação de como chegar exatamente até o poço.


flores

caminho-cachoeira
cachoeira-brasilia

Conseguimos ir de carro até uma trilha (bem complicada) e depois seguimos andando. Achamos uma cachoeira (foto acima), mas ainda não era o poço azul. Precisamos voltar até o começo da propriedade para descobrir o caminho certo e nessa volta quase o carro não sai do lugar por conta de uns buracos esquisitos no caminho. Ficamos com medo de acontecer a mesma coisa novamente e fomos para o poço azul andando, sob o sol de 14:00.

caminho-cachoeira
cachoeira-brasilia
cachoeira-brasilia

Quase morri de felicidade quando mergulhei na água gelaaaaaaaada!

Cachoeira poço azul
poço-azul

Acho que, já que cobram a entrada, poderiam fazer algo melhor em termos de estrutura. Li na internet e uma amiga me contou que o caminho é bem perigoso, que tem assaltos e coisas assim por lá. Com a gente foi bem tranquilo, tanto a ida quanto a volta, mas é bom ter algum cuidado, principalmente se você não é muito lá de aventuras (lá não pega internet, ok?).
A volta, caminhando até o carro, foi uma tortura. Era subida, continuava sol e esquecemos de levar água. Mas pra mim valeu a pena cada minuto. Torço para que lugares assim sejam melhor preservados e durem bastante tempo.
Beijo!

In this together!

Entretenimento
design-quarto-detalhes
Olá você!

Criei essa colagem há dois dias em um momento de pura distração enquanto eu ouvia em modo #repeat todas as músicas do Panic at! the disco, imaginando como seria o show de ontem…que foi incrível, por sinal.

Se você reparar, não tem nada de extraordinário no layout desse quarto. É só a cama no centro e dois criados mudos de madeira (e iguais), um de cada lado. A cabeceira cobre toda a área de cama/criados e a única diferença é que ela é baixa e preta. Esse ~desenho~ de móveis para o quarto qualquer marceneiro ou loja de planejados faz, e é muito comum na verdade. Mas os outros detalhes que eu acrescentei deram outra aparência para a composição inteira. Isso significa que é possível dar personalidade para um espaço sem graça, mesmo sem mexer diretamente no mobiliário.

Achei legal colocar o pôster em tamanho gigante, cobrindo todo o comprimento da parede e delimitar a área com essa mistura de preto e branco. A roupa de cama é bem básica, tudo neutro, mas as almofadas com quadriculado e a almofada com estampa de rádio acrescentaram uma informação visual mais interessante. O vaso e a luminária são itens mais caros, os elementos de glamour do design de interiores.

panic-at-the-disco-bsb panic-at-the-disco-bsbAgora falando um pouquinho desse show que eu não pensei que tão cedo fosse ter a chance de presenciar…sério, eu lembro de ficar assistindo aquele programa da MTV que passava os 10 clipes mais votados, na época em que I write sins not tragedies começou a fazer sucesso. Eu não tinha outros meios de ouvir música, exceto MTV, Jovem Pan lol e CDs, daí que eu aumentava o volume e ficava cantando com o meu inglês perfeitamente errado. Era legal. O caso é que eu passei a gostar das outras músicas da banda e amei o novo disco. Caí pra trás quando o songkick alertou que ia ter show deles aqui! Me arrependo de não ter comprado pista premium porque estava bem tranquilo nessa área e eu teria conseguido aproveitar bem melhor.

Antes de Panic rolou show do Skank (que eu também queria muito ver), mas achei um pouco desanimado, não sei se foi porque não era um show especificamente deles…mas eu tinha expectativas maiores. Não fiquei pra ver Linkin Park :/ e soube que eles fizeram um ótimo show (mimimi).

Sou dessas pessoas que ouve todo tipo de música, mas só gosta de algumas poucas bandas por inteiro. Tenho uma lista com o nome dessas bandas e o desejo de ver todas ao vivo um dia. Gosto de estar no meio de uma multidão cantando as minhas memórias, é bem emocionante. Panic me lembra muito uma fase específica da minha adolescência e é uma referência preciosa pra mim no campo artístico, eles são bem autênticos e eu adoro isso.

panic-at-the-disco-bsb

panic-at-the-disco-bsb

Alguém aí viu o show em BH ou aqui em Brasília também?

Beijo!

Thyeme Figueiredo

Exposição segredos do egito em Brasília

Entretenimento
exposição-segredos-do-egito
egito1

egito2
egito3
simbologia

mobiliário

mobiliário

imortalidade

sarcófago

Cleopátra Sempre fui curiosa sobre a história e cultura do Egito. Quando eu era criança, inclusive, adorava um documentário que sempre passava na TV e falava sobre as escavações e ~maldições~ dos Faraós (haha). Hoje em dia gosto também de sua história arquitetônica. Daí que na semana passada, quando fui assistir ao filme “Frozen”, descobri que essa exposição estava aberta na praça central do shopping. No dia que eu fui tinha muita gente, então acabei não conseguindo fotografar outras peças interessantes, mas a exposição está muito legal e não é composta só por réplicas, eles trouxeram alguns objetos ORIGINAIS!
A exposição permanece até o dia 9 de fevereiro de 2014 na praça central do park shopping e a entrada é gratuita. Depois de Brasília a exposição segue para Minas Gerais, São Paulo, Ribeirão Preto e Porto Alegre. Mais informações, fotos e curiosidades no site segredos do egito.
Um beijo,

Planetário de Brasília

Uncategorized
Planetário-de-Brasília

Faz pouco tempo que o planetário aqui de Brasília reabriu para visitação (dia 11/12/2013) e aproveitei que ontem eu estava lá perto e usei a tarde para fazer uma visita. Adimito que a arquitetura e o entorno do lugar me atraíram mais do que o filme sobre a origem da vida (a principal atração do lugar) que é exibido no teto côncavo! Isso porque em volta do planetário está a torre de TV, o estádio Mané Garrincha e o centro de convenções Ulysses Guimarães. Adorei a iluminação do local, que tinha spots decorativos e boa iluminação geral apesar de bem discreta (olhando as fotos dá pra entender melhor). Para quem é turista, já dá pra conhecer os três lugares de uma vez só!
▫ ▫ ▫ ▫ ▫ O entorno ▫ ▫ ▫ ▫ ▫

Estádio Mané Garrincha

estádio

centro-de-convecoes-brasilia (fonte dessa imagem: Wikipédia)

Centro de convenções Ulysses Guimarães

planetario-de-brasiliaO “A” na foto acima é o planetário, o círculo branco é o estádio e no canto inferior direito, a torre de TV.

▫ ▫ ▫ ▫ ▫ O interior ▫ ▫ ▫ ▫ ▫
teto-primeiro-andar

Spots na iluminação decorativa

Corredor de vidro no segundo andar
área da exposição

Mais fotos e artigos sobre o planetário aqui, aqui e aqui.

Espero que tenham gostado!
Um beijo
Thyeme-Figueiredo

A torre de TV em Brasília

Uncategorized

vista-da-torre
torre-de-tv-brasilia (2)
fonte
vista-da-torre-3
fonte-na-torre

Aqui em Brasília, a torre de TV é um dos meus lugares preferidos. Adoro quando estou passando por lá no fim da tarde, enquanto o sol se põe…nem sempre a fonte (que fica logo em frente à torre) está ligada, mas quando está, é um encanto só! Além da parte bonita, sob a torre tem uma feira de artesanato (que eu sinceramente não gosto muito por conta dos preços) e o museu das gemas (projetado por Lúcio Costa e que eu ainda não visitei). Vale muito a pena subir na torre (é grátis e por elevador) e ter a vista panorâmica de Brasília…

Aquele de um ano com os pratos coloridos

Uncategorized
Primeiras compras do apartamento

Que dia frio! Em dias assim a minha única vontade é ficar na cama, assistindo série (no momento, doctor who) e bebendo chocolate quente. Mas hoje eu acordei esperta e estava com umas ideias legais, então levantei cedo e resolvi ficar mais esperta ainda lavando a louça acumulada da pia com aquela horrível água gelada (primeiro item de compra quando eu tiver a MINHA casa vai ser uma torneira misturadora!). Passei boa parte do meu dia trabalhando em um projeto de design gráfico, embora eu não seja designer gráfica…mas o projeto em geral diz respeito ao meu trabalho com design de interiores, então eu estou dando o meu melhor com relação a tudo e se eu sou capaz de “desenhar” o layout de um site e mexer na programação, por que não? Acho até que se eu fosse voltar a fazer faculdade, ia preferir estudar design gráfico do que fazer um curso de arquitetura (eu sou apenas designer).
Esse mês faz um ano que eu mudei de São Paulo para Brasília e eu sou dessas que fica lembrando os anos de todas as coisas…É que eu estava tão animada com a mudança e cheia de expectativas sobre morar aqui ser mais legal que morar lá! E é tão mágico olhar pra todas as coisas incríveis que aconteceram esse ano e pensar que seria bem diferente se eu não tivesse vindo. A foto desse post mostra as primeiras coisas que eu comprei para casa: itens de cozinha. Achei tão divertido comprar os pratos coloridos! Eu realmente estou aproveitando essa fase e desejando que essa parte boa demore a passar (porque também tem o lado ruim, né?!). Let’s see!

Um beijo,

Thyeme-Figueiredo