Browsing Tag

lista

como-se-organizar

Top 8 ferramentas para organização, motivação e planejamento

Entretenimento

No post de hoje, eu listei algumas descobertas que fiz nos últimos meses sobre hábitos e ferramentas para organização, motivação e planejamento.

Frequentemente eu tenho me encontrado na situação de precisar resolver muito rápido uma grande quantidade de tarefas pequenas, mas que precisam de bastante atenção e surgem PRA ONTEM. Em consequência disso, quase sempre tenho que adiar outros compromissos/objetivos não tão urgentes, mas importantes pra mim. Como administrar esse problema e conseguir conciliar produtividade com cansaço emocional?

Manter o corpo hidratado ajuda a evitar a fadiga

Leia também: Aplicativo para focar nos estudos | 6 aplicativos para melhorar seus hábitos

Minha lista para organização e produtividade

Mais abaixo explico melhor sobre a minha escolha para cada item. Lembrando que os comentários no final desse post são muito bem vindos, especialmente se você puder adicionar algo a essa lista ou tiver experiência com algum item dela, tá bom? 🙂

  1. Notion
  2. Planner de papel
  3. Track de hábitos
  4. Pomodoro
  5. Beber água
  6. Exercício físico/Yoga
  7. Meditação/Praticar um hobbie
  8. Fazer listas (!) e definir metas realistas

Os quatro primeiros itens são ferramentas e os quatro últimos são hábitos. Lembrando que ambos estão extremamente conectados (algo que eu aprendi na prática depois de errar MUITO!).

O Notion é um aplicativo que pode tanto ser instalado no computador/celular quanto pode ser acessado apenas no seu navegador. É o mais completo que eu já vi/usei até agora. Ele funciona basicamente como uma junção de vários outros aplicativos e a vantagem que eu vejo nele é justamente essa, de ter tudo organizado em um lugar só. Achei ele um pouco difícil de usar no começo porque ele tem muitas opções, mas vi alguns tutoriais e fiz o máximo que eu consegui para não criar milhões de páginas.

Antes de configurar o meu notion, eu fiz um resumo à mão (caneta e papel mesmo) com as principais categorias de coisas que preciso administrar no momento e pelos próximos meses. Aqui já entra o item 2 da lista: planner de papel. Eu sou da geração que a tecnologia só alcançou de verdade já na adolescência, então eu não consegui desapegar dos itens de papelaria. Mesmo tendo bastante acesso à tecnologia, eu preciso de colocar as coisas no papel, mesmo que não seja tudo.

Definindo categorias de organização

Consegui resumir a minha vida em 6 categorias principais: Estudar/Pibic, Desenhar/Pintar, Leituras, Blog/Youtube, Trabalho e cursos de aprimoramento. Cada uma dessas categorias possui subcategorias, que por sua vez, possuem etapas.

Para executar bem e evoluir em algumas dessas categorias eu precisei desenvolver uma habilidade e eu só consegui isso mudando ou cultivando algum hábito. Comecei a usar o app Loop porque ele é muito simples e me permite ver todas as coisas que comecei a registrar para que virem hábitos na mesma tela. Depois de algumas semanas registrando meus acertos (tudo bem falhar uma vez ou outra) eu já fico tão acostumada a fazer aquilo que vira um hábito e então já posso tentar trabalhar em outra melhoria.

Planner 2020 que desenhei e produzi para a Diário Estranho (é o planner que eu uso atualmente)

Já comentei sobre o método pomodoro aqui. No momento, para contabilizar tempo de foco e intervalos, eu uso o app Focus To-do, porque nele também consigo criar projetos e contabilizo o tempo gasto em cada etapa, mas existem muitos apps bons para isso.

Existem vários benefícios em beber água, mas eu investi nisso especialmente para evitar a sensação de fadiga. Sempre que bebia pouca água eu ficava muito cansada na metade do dia sem entender o motivo e começar a manter o meu corpo hidratado ao longo do dia melhorou muito esse problema, me sinto bem mais disposta.

O mesmo vale para atividade física/Yoga (eu mesma pratico mais yoga do que outros exercícios): vários benefícios para a saúde, mas para quem trabalha por longas horas no computador ou com alguma atividade repetitiva é INDISPENSÁVEL. Eu sentia constantemente dores nos ombros, nas costas, no pescoço… além de melhorar tudo isso, atividade física ajuda muito a melhorar o humor e sentimentos depressivos.

Meditar para mim equivale ao exercício físico, mas para a minha mente. Eu tenho parado para meditar nem que seja por 3 minutos por dia e isso ajudou a melhorar tantas coisas na minha personalidade, no meu auto-conhecimento e na maneira como eu enxergo o mundo… eu não sou uma pessoa muito espiritual nem nada, talvez por isso eu sempre olhei para a prática da meditação como algo meio enganoso, achava que era bobagem. Eu não poderia estar mais enganada.

Quando os hobbies se misturam com trabalho

Sobre praticar um hobbie, bom, a minha vida profissional se confunde completamente com os meus hobbies, então esse tem sido uns dos aspectos mais difíceis pra mim até agora. Me peguei trabalhando em vários finais de semana porque eu me divirto trabalhando e quando não estou fazendo isso é como se eu não tivesse mais nada pra fazer (????). Em tempos normais, eu gosto de viajar ou de encontrar amigos para fazer alguma coisa. Mas como estou isolada em casa há 5 meses…enfim, eu fiz uma lista!

Fazer listas sempre retira um peso das minhas costas. Me ajuda a entender o que eu tenho que fazer, entender meus prazos e a ter noção de como estou gastando o meu tempo. Listei os meus hobbies e comecei a me obrigar a praticar mais algumas das poucas distrações que não se misturam com trabalho.

Demorei a perceber que as minhas listas precisavam ser REALISTAS e agora eu gosto de fazer listas, principalmente de tarefas, pensando em mais ou menos quanto tempo eu vou gastar em cada tarefa. Não dá pra colocar 15 tarefas de 2 horas cada em um dia, não é mesmo? Mas eu colocava e chegava no final do dia super frustrada por sentir que não tinha feito quase nada (risos).

Eu não pretendia escrever tanto, mas se você chegou até aqui na leitura, espero que esse post tenha sido útil! Quase nada que eu citei é fácil de praticar, exige esforço e alguns testes pra ver o que vai funcionar melhor para você, mas depois que você entender isso, as coisas vão começar a fluir naturalmente.

10 canais no youtube para estudar desenho e pintura

Arte

No post de hoje eu decidi fazer uma lista de canais no youtube para estudar desenho e pintura que tem me ajudado muito a melhorar e me ensinado muito sobre técnicas, estilos e materiais de arte. Eu estou indo para o sétimo semestre do curso de Artes Visuais na UNB e como as matérias do fluxo agora tem o foco na licenciatura e em arte educação eu resolvi levar mais a sério o meu estudo de desenho e pintura por conta própria. Acho legal fazer cursos presenciais, conhecer pessoas que podem treinar junto, dar dicas e etc, mas a gente nem sempre tem dinheiro para investir nisso e tempo para se deslocar, não é?

Ainda vou fazer outros posts com indicações das minhas fontes de estudo em outras plataformas como blogs, instagram, sites de cursos e etc. Inclusive, aceito sugestões na área de comentários no final desse post, beleza? ; )

LEIA TAMBÉM: Arte abstrata de Belinda Marshall | Xilogravura

  • Fran Meneses: é um canal focado em arte, mas tem um estilo de vlog. Acho as ilustrações dela muito fofas e ela costuma usar bastante marcadores, que é um dos meus materiais de desenho preferidos, então eu acompanho para aprender técnicas novas e me inspirar.

  • HulloAlice: esse eu descobri há alguns dias e fui assistindo um vídeo atrás do outro. Ela publica vídeos novos aos sábados e os tópicos são muito legais e informativos.

  • Mariana Cagnin: esse eu já indiquei em um vídeo meu lá no youtube, é um canal brasileiro, em português, bem tranquilo de entender tudinho hehe. A Mariana tem um estilo de arte lindo e além de postar vídeos desenhando, ela compara materiais e tem muitas dicas legais de aquarela.

  • Pypah’s Art: Canal com muuuuuitos vídeos e muitos assuntos legais relacionados com desenho, pintura, bullet journal e ilustrações em geral. Sempre que você estiver assistindo um canal que gosta, vale muito a pena prestar atenção nos canais relacionados e nos vídeos relacionados, eu sempre descubro novos canais que acabo me apaixonando desse jeito.

  • Proko: esse foi indicação da Mariana Cagnin (mencionei acima) e eu estou acompanhando especificamente uma playlist de desenho anatômico. Os vídeos são incrivelmente bem produzidos e muito didáticos. Tem uma versão mais completa que é paga, mas por enquanto a versão grátis no youtube está sendo perfeita para começar a praticar.

    • TILLITH: Vários vídeos com processos (assistir pessoas desenhando é ótimo para descobrir novas técnicas, às vezes técnicas muito simples que ninguém faz um vídeo específico falando mas que eu queria muito aprender).

    • Rodrigo Falco: canal brasileiro com vídeos em português. Acho que esse canal eu descobri por causa de um vídeo sobre aquarela que era relacionado com um vídeo do meu canal. É uma boa fonte de conteúdo, sempre vejo os vídeos.

    • Mateandro: esse eu descobri há algumas semanas, procurando tutoriais para usar o Autodesk Sketchbook (software/aplicativo GRÁTIS para desenho digital). Ele explica direitinho como é o processo dele no digital, mostra os pincéis que usa, os layers…achei excelente.

    • Unmask art: maravilhoso. Sempre tem vídeos novos e foi uma das melhores fontes que eu encontrei sobre pastel seco.

    • PearFleur: esse canal é valiosísimo e eu amo o estilo de arte. Nem sei como descrever exatamente porque eu gosto de tudo nele.

Como são canais no youtube para estudar desenho, eles tem um formato parecido, mas cada um tem maneiras muito específicas de apresentar cada tópico e de desenvolver a própria arte. Os canais que eu citei nessa lista tem um foco mais em técnicas secas, digital e aquarelas, que é mais o que eu estou estudando no momento. Pintura com óleo e tintas acrílicas ficaram um pouco de fora dessa vez.

Espero que tenha sido útil 🙂

Até o próximo post!

5-blogs

Série 5 blogs: de viagem a moda

Entretenimento

Esse é o segundo post da série de seleção com indicação de 5 blogs que eu gosto. De vez em quando eu coloco uma sugestão desse tipo lá na página no facebook, mas acredito que é uma boa ideia deixar esses links salvos aqui no blog para consultas posteriores dos leitores que estão sempre buscando novidades de leitura, concorda? 🙂

Então vamos ao que interessa porque tem muita coisa legal nessa lista:

  1. Style Scrapbook: Esse é o meu blog preferido para encontrar ideias de peças de roupa. Mas não só isso, a Andy (blogueira) faz umas fotos dignas de editorial da Vogue, praticamente sempre em espaços arquitetônicos/interiores lindos, detalhe que eu adoro, sério, é lindo de ver!
  2. Paris in four months: Esse eu descobri só há algumas semanas. É um blog que começou durante o intercâmbio da blogueira em 2012, que ficou em Paris por apenas quatro meses. Agora ela mora lá! As fotografias também são muito bem produzidas e tem várias dicas para quem pretende viajar para esse canto específico do mundo…
  3. Depois dos quinze: É um blog muito famoso (se você tem menos de 20 anos e nunca ouviu falar desse blog, acho que uma atualização é necessária) e eu gosto da variedade de assuntos. Sempre que eu estou procurando informações sobre itens de maquiagem e novidades na internet, eu acabo parando lá.
  4. Collage art by Jesse: Eu adoro colagens e desde que descobri que isso existia comecei a procurar referências de artistas que trabalham com essa técnica. Esse é o caso do Jesse e nesse tumblr ele posta o seu trabalho.
  5. Encantada home: A Eli escreve muito bem sobre decoração, design de interiores e alguns outros assuntos úteis e interessantes. Gosto muito da qualidade dos posts dela.

bloggers2

Um beijo e até o próximo!

lidos-em-2015

100 livros em um ano 2015

Livros

Em 2014 eu me dei uma meta de ler 100 livros em um ano. Consegui? Não. Mas li muito mais do que em todos os anos anteriores juntos! Daí que até que eu consiga cumprir essa meta, os 100 livros em um ano serão uma tradição na minha vida (aqui um vídeo com os livros que eu pretendia ler). Como a minha área de trabalho envolve pesquisa constante, o objetivo é que alguns livros não sejam puramente de entretenimento, embora no fim das contas eu adore as leituras mesmo assim.

Algo que me ajudou muito a melhorar o meu hábito de leitura, foi comprar um Kindle. Não gosto muito de ficar andando com peso, especialmente em viagens e com o e-reader dá pra ler de qualquer lugar (cabe em todas as minhas bolsas, sério, foi uma das compras mais legas que eu já fiz). Outra coisa que está me ajudando não só a aumentar a quantidade de livros, mas a sair da minha zona de conforto literária é participar mais ativamente do clube de leitura. Estou em dois – clube do liro da Noelle e o clube de leitura serendipity. Coloquei link nos livros que já resenhei/comentei e classifiquei as minhas leituras preferidas com corações.
  1. O mar de monstros (Rick Riordan)
  2. 50 tons de cinza (E.L. James)
  3. Kafka para sobrecarregados (Percy, Allan)
  4. O chamado do cuco (Robert Galbraith aka J.K. Rowling) ♥
  5. A sombra do vento (Carlos Ruiz Zafon) ♥♥
  6. A imortalidade (Milan Kundera) ♥♥♥
  7. 100 dias em Paris (Tania Carvalho)
  8. A guerra dos tronos (George R.R Martin) ♥♥♥
  9. Sobrevivente (Chuck Palahniuk) ♥♥
  10. Nos bastidores da pixar (Bill Capodagli, Lynn Jackson)
  11. O mágico de Oz (L. Frank Baum)
  12. The phanton of the Opera
  13. Procuram-se super heróis (Bel Pesce)
  14. Comer, rezar e amar (Elizabeth Gilbert) ♥
  15. Gênios da arte: Dalí (Girassol)
  16. A festa da insignificância (Milan Kundera) ♥
  17. A história da arte (E.H Gombrich) ♥
  18. Sintaxe da linguagem visual (Donis A. Dondis)
  19. Teorias da arte moderna (Chipp, Herschel Browning) ♥
  20. Não sou uma dessas (Lena Dunham) ♥
  21. Como ser uma parisiense (BEREST, ANNE; Mas, Sophie; Maigret, Caroline De Fontanar) ♥
  22. Caixa de pássaros (Josh Malerman) ♥♥
  23. O diário de Anne Frank ♥♥♥
  24. Berenice (Edgar Allan Poe) ♥

100-livros-em-um-ano100-livros-em-um-ano

Li um pouco menos que em 2014, mas já comecei 2016 lendo alguns muito, muito bons! Indicações, sugestões e etc. só deixar em um comentário 🙂

Beijos e até o próximo!

bonjour

Aprender francês pela internet

Algumas notas sobre

Olá olá! Tudo bem por aí?

Já comentei algumas vezes por aqui sobre estar tentando melhorar o meu inglês com a ajuda da internet. Eu fiz 3 anos e meio de CCAA (amo, amo, amo!), fora ter estudado isso na escola durante todos os meus anos de estudante, então acho que eu aprendi o que funciona e o que não funciona pra mim quando se trata de aprender um novo idioma. Por isso, quando resolvi que ia mesmo me disciplinar para aprender francês – porque queria há muito tempo, mas sempre desistia – recorri ao combo internet + técnicas que aprendi estudando inglês. Cursos de idiomas são ótimos, especialmente quando estamos começando. No entanto, francês não é algo que eu precise de aprender, então ao invés de me comprometer com um curso agora, minha escolha foi começar aos poucos estudando sozinha de acordo com o meu próprio ritmo e futuramente fazer um teste de nivelamento e aí sim, fazer um curso que me auxilie com a pronúncia e as dúvidas. Nesse post vou compartilhar a minha fonte de estudo com vocês e a minha ~rotina~.

Francês zero – Foi por onde eu comecei. São dois professores, um francês que fala português e uma brasileira que fala francês. Eles disponibilizam as aulas nos módulos básico e intermediário, sendo que os primeiros episódios de cada módulo são grátis. A didática deles é muito boa e mesmo que você não pretenda fazer os episódios pagos, vale muito a pena acompanhar os que são grátis. Tem áudio, exercícios e eles ainda indicam sites complementares em cada lição.

Learn french with Vincent – É um canal no youtube com aulas de francês (tradução para o inglês). Acho um pouco difícil de acompanhar porque eles postam muitos vídeos por dia e alguns tem horas de duração. Mas sempre pesquiso lá quando tenho dúvidas de algum tema específico (gramática, pronúncia e etc) e sempre encontro algum vídeo com a explicação.

Talk in FrenchAulas de francês com tradução para o inglês. Eu adoro os e-mails que eles enviam quando você assina a mail list. São poucos e-mails (geralmente só aos Domingos) e sempre tem dicas legais, não só sobre idioma mas sobre cultura também. O site tem a versão de aulas pagas, mas a variedade de conteúdo grátis é enorme – tem ebooks, áudios em MP3, podcast e assim por diante.

French words – É uma página no facebook e um tumblr com imagens muito fofas com palavras em francês e na legenda eles escrevem a tradução para o inglês. É tipo consultar uma palavra nova no dicionário todos os dias (é assim que eu faço) e aos poucos você vai assimilando melhor a grafia.

aprendendo-frances

No youtube eu ainda acompanho o canal de dois franceses, o Cyprien – quase não entendo nada do que ele fala, mas os vídeos são divertidos e é legal ouvir ele falando – e Antastesia, que faz a maioria dos vídeos em inglês (com o sotaque mais fofo que eu já vi) mas faz alguns vídeos ensinando coisas sobre o idioma.  De vez em quando eu também assisto alguns filmes franceses, vou deixar aqui o nome de três que eu gostei muito: “O fabuloso destino de Amelie Poulain”, “há tanto tempo que te amo” e “azul é a cor mais quente”. Nesse post do blog Janelas abertas tem outras dicas de sites e aplicativos. Ah, se você não for muito tímido, pode tentar um intercâmbio online com franceses que estejam aprendendo português. No aplicativo 9gag chat tem um grupo para pessoas interessadas em fazer isso, só postar uma foto lá divulgando o que você está procurando e esperar as respostas (e filtrar as pessoas né! Dê uma olhadinha nos grupos que essa pessoa participa no perfil dela…). Existem vários aplicativos legais para praticar o idioma com pessoas de outras países.

Espero ter ajudado! Se tiver mais dúvidas, deixa um comentário que talvez eu posso ajudar 🙂

À bientôt!

Guia de decoração para o quarto

Quartos

Uma das coisas que mais me anima a continuar atualizando o Opinião da designer é passear pelos posts e descobrir que tem muita coisa legal que foi escrita e produzida por mim, principalmente na categoria de decoração para o quarto, que foi o assunto em que eu decidi focar após três meses da criação desse blog. Parece falta de modéstia falar isso, mas acho que para qualquer pessoa que trabalha com a área criativa (ou até qualquer outra área), olhar para trás e gostar da própria criação é algo meio emocionante. É uma sensação muito boa olhar o meu conteúdo antigo e não me arrepender de ter feito e então sentir vontade de fazer mais, e melhor…

Por isso, no post de hoje decidi fazer um pequeno guia para quem está procurando por ideias de decoração para o quarto, com links de alguns dos meus artigos preferidos já publicados aqui. Será que você vai descobrir ou vai relembrar?

Arrumando a cama:

ideias-para-cama

7 ideias para arrumar a cama | Colcha de cama | Como arrumar sua cama | O básico

Ideias para a parede:

ideias-parede

Colorblock na parede | Organizando quadros | Ideia diferente para a parede | Parede acolchoada

Organização:

ideias-organizacao

Estante de livros organizada | Ideias para guardar livros e revistas | Coisas indispensáveis

Ideias de colagens:

ideias-colagens

Tudo em branco | Listras | Nicho embutido | Simetria

Gostou? Fique à vontade para fazer sugestão de temas que quer ver por aqui!

Um beijo e até o próximo!

indispensaveis-para-quarto

Quatro coisas indispensáveis para um quarto de adolescente

Algumas notas sobre

Sempre fui empolgada com decoração. Meu quarto era uma bagunça, mas sempre tinha algum detalhe a mais e todas as vezes em que eu parava para arrumar, aproveitava para mudar todo o layout (trocava os móveis de lugar). Lembrando disso, fiz uma lista com quatro coisas que eu não tinha na época e que eu considero indispensáveis para um quarto de adolescente. Nessa fase da vida, a gente está sempre mudando de forma acelerada e geralmente o quarto é o lugar onde passamos mais tempo, por isso ele precisa ser um espaço confortável e de identificação.

Não tem nada a ver com luxo, mas não pode faltar:
Espelho.
Por incrível que pareça, não é todo mundo que tem espelho no quarto, principalmente um espelho que permita visualizar o corpo inteiro. Eu odiava me vestir no quarto e só depois poder me olhar no espelho do corredor, nossaaaaaaaa, mas eu odiava! E esse não é um item caro, já vi espelho comprido de R$15,00 reais. Quero dizer, se você não pode comprar ou mandar fazer um espelho gigante e personalizado, com uma moldura maravilhosa, pelo menos compre um espelho simples que eu garanto que ainda será melhor do que não ter nenhum.
Espaço para trecos e coisas.
Acumuladores. É maquiagem pra cá, roupa pra lá, às vezes brinquedos, material escolar, livros, jogos e etc. O quarto pode ser enorme, mas se ele não tiver um lugar apropriado para manter todas essas coisas, com certeza vai virar uma bagunça. Se tiver esse espaço já vai ser bagunçado, imagine sem. No meu caso, eu ~era~ acumuladora de papel e só tinha um armário pequeno, onde eu guardava roupa, sapato, coisas da escola e papel. Só. O resto ficava pelo chão. Prateleiras podem ser muito úteis nesse sentido e elas podem ser organizadas de tantas maneiras diferentes…também existem nichos vendidos separadamente e estantes projetadas para guardar coisas mais aleatórias.
P ôsteres/fotos/enfeites
Tá, não são tão indispensáveis assim. Mas fazem uma diferença enorme na decoração e são perfeitos para essa fase de se auto-descobrir. Eu gostava de recortar as coisas que eu gostava de revistas, mas sentia falta de ter um mural, então colava com fita adesiva atrás da porta. Sempre quis ter quadros, com direito a moldura, vidro e tudo, mas isso só aconteceu agora que eu moro sozinha. Se o problema é falta de dinheiro, é só prender uma placa de isopor na parede e comprar tachinhas, quando encher de papel nem vai dar pra perceber que é só um isopor. Alguns murais de cortiça também não saem tão caro!
Almofadas
Entram na mesma situação dos pôsteres, não são exatamente indispensáveis, mas contribuem muito visualmente e como forma de se expressar (existem várias capas de almofadas bem interessantes, com frases, com desenhos…). Para a cama de solteiro, eu colocaria no máximo 5 almofadas, pra não ocupar muito espaço na cama. Elas deixam o quarto com uma aparência mais personalizada, tem um efeito bem interessante.
Enquanto fazia esse post, lembrei que eu tenho uma foto que tirei ~de zoeira~ de dentro do meu antigo armário bagunçado:
armario-thyeme
Se você tiver alguma outra sugestão de item indispensável, só deixar um comentário!
Beijo!

PINTEREST DE OSTENTAÇÃO

Uncategorized
painel-wishlist
Noite dessas eu fiquei pensando no quanto seria legal que os meus amigos tivessem uma lista pública de coisas que gostariam de comprar/ganhar. Às vezes eu quero presentear alguém e não gosto da ideia de comprar algo que aquela pessoa provavelmente não vai usar nunca ou não se interessa tanto. Acho que é porque eu não gosto muito de acumular coisas e não tenho coragem de jogar presente fora ou doar e etc. Então quando ganho algo que eu não gosto muito, é tipo…bom, eu sei que aquilo vai ficar na minha casa, em algum lugar, ocupando um precioso espaço. E também eu não aguento mais dar xícaras/chocolate/porta-retrato de presente (pois é!).

Daí eu conversei com um amigo que cria aplicativos sobre a existência de um app desse tipo ou a possibilidade de fazer um, porque eu realmente acho que seria uma ideia legal, embora bobinha, e ele me sugeriu usar o pinterest para tal fim! Nunca tinha pensado em criar um painel só com produtos de desejo, mas de fato um board público é perfeito para isso porque dá pra linkar direto o produto. Então eu criei o meu. No meu caso, esse painel vai servir para liberar a área de favoritos do meu computador e para me iluminar sempre que eu tiver dinheiro sobrando (não que isso aconteça com muita frequência haha). E se você quiser me dar um presente…hahaha daí sempre que eu comprar algo, retiro da lista.

Cria um pra você também e compartilha um link em um lugar visível, vai que todo mundo resolve fazer um, olha que legal que seria!

Beijos!

Thyeme Figueiredo

Shutter temático #1: O que te inspira?

Entretenimento
shutter-tematicoEsse mês aceitei participar de um desafio de blogs que tem o objetivo de incentivar o fazer artístico: o shutter temático. Vamos fazer isso sempre no último dia de cada mês e com um tema específico.
Como tive pouco tempo para criar algo realmente legal para esse primeiro desafio (tirar fotografias, criar uma colagem ou desenhar), resolvi fazer uma lista (itens em ordem aleatória) com as coisas que me ajudam a manter a minha criatividade em dia:

1.  Ouvir música / Prestar atenção na letra das músicas / Música instrumental
2.  Ler livros e anotar os trechos que eu mais gosto, às vezes páginas

trecho

3.  Filmes / Prestar atenção na fotografia dos filmes / Prestar atenção em como os créditos do filme são apresentados / Prestar atenção na trilha sonora (aqui, sei que você deve estar me achando meio louca, mas quando o filme é bom, esses detalhes são incrivelmente artísticos)

Item-226627-500

4.  Viajar / Fazer o percurso Gama-Brasília (porque a vista é linda! obs: primeira foto desse post)
5.  Conhecer a história dos artistas / Ler biografias / Observar pinturas
6.  Olhar revistas de moda, design de interiores e design gráfico  

7.  Visitar e ler blogs / Prestar atenção no layout dos blogs / Prestar atenção na montagem dos posts

8.  Dar um tempo da rotina e fazer coisas diferentes (às vezes, parar de fazer todas as coisas citadas acima e abaixo me ajudam a colocar as ideias no lugar e até a ter novas ideias)
9.  Fotografar sem objetivo / Editar fotografias (sempre descubro algo legal ou uma nova ideia quando faço isso)
10.  Falar sobre algum problema ou sobre um tópico qualquer que não consigo desenvolver (meu namorado geralmente é o meu cobaia e às vezes ele faz uma pequena observação que me dá o “click” que faltava para a solução ou então basta que eu fique falando com ele como se estivesse falando sozinha em voz alta e por um motivo que eu desconheço, acabo tendo a ideia que resolve a questão)

Se você quiser participar, pode postar aqui nesse grupo ó: Grupo (clique)
Um beijo e até o próximo!
Thyeme Figueiredo