Browsing Category

Algumas notas sobre

decor-tijolo-concreto-como-mesa

Mesa de tijolo de concreto

Algumas notas sobre DIY

Há tempos que materiais de construção são usados como elementos de decoração à parte do lado construtivo e hoje foi a minha vez de experimentar uma mesa de tijolo de concreto. Aqui em casa as coisas ainda estão bem bagunçadas e a gente precisava de uma mesinha lateral para a cama que tivesse exatamente a mesma medida que esses tijolos (que estavam sobrando lá na sala porque eu não gostei da primeira ideia que tive pra eles). Resolvi empilhar os dois tijolos e acabei gostando do resultado, que agora está registrado nas fotografias abaixo:

mesa-de-tijolo

Me segue no instagram!  @oddesigner

Algumas notas sobre mesa de tijolo de concreto:

É uma ideia muito simples e barata e existem vários modelos e tamanhos de tijolos de concreto. Também é possível utilizar outros materiais, como cobogós e tijolos de vidro. Eu escolhi os tijolos de concreto por causa do preço (foi R$3,50 cada tijolo) e porque eu queria algo com aspecto cru e que ficasse mais pro lado do estilo industrial, que eu pretendia usar como base de uma prateleira baixa para a minha sala. Eu não gostei do resultado da tal prateleira baixa e por sorte esses tijolos cabiam exatamente no espaço entre a cama e o armário com a porta aberta, testei e funcionou.

Prós:

  • É uma ideia barata, então não dá medo de desapegar se não ficar mais legal e também é fácil de customizar e testar de outros ângulos e formas.
  • É pesado, por isso funciona tão bem como mesa, não fica bambo e nem corre o risco de cair se alguém encostar.
  • Funciona muito bem para ambientes mais descolados e também funciona para espaços mais contemporâneos, desde que combinados com outros elementos mais nobres. E claro, tem que pensar na composição do todo, mas funciona!

Contras:

  • Nem todos os tijolos de concreto são assim, mas esses que eu comprei se desfazem, soltam muito pó quando são movidos de lugar e eles tem uma textura bem grosseira. Uma mesa de tijolo com esse contra é ruim para acomodar objetos mais delicados, por exemplo, o celular. A solução que a gente arrumou aqui foi colocar um pedaço de papelão cinza em cima e colocamos o celular sobre o papelão, pra não correr o risco de arranhar.
  • A altura é algo importante a se considerar. Como eu comprei os tijolos pensando em transformar em base para a prateleira, a altura deles estava ok, mas para usar como mesa ao lado da cama eles ficaram muito baixos. Estão sendo úteis, mas eu acredito que colocar mais um tijolo é o que ficaria ideal, então é bom prestar atenção nisso na hora de comprar.

mesa-de-tijolo

Espero que tenham gostado!

Até o próximo :*

Minha sala de estar

Algumas notas sobre

sala-thyeme-figueiredo

Ontem eu estava testando algumas funções na minha câmera nova (eu tenho uma câmera nova yeyyy) e aproveitei para tirar algumas fotografias da minha sala de estar, pra fazer um before/after de quando ela estiver decorada do jeito que eu quero. Logo que eu mudei pra esse apartamento, achei que seria super difícil de definir um layout pra essa sala porque ela é grande e até então eu sempre peguei projetos de salas pequenas, onde só existia praticamente uma opção de layout para caber os móveis, mas foi muito tranquilo. O meu objetivo é gastar o mínimo possível de dinheiro e isso está sendo possível porque eu já possuía o item que costuma ser o mais caro da sala: o sofá. Um armário pequeno que comprei em uma garagem sale do Lago sul vai ficar embaixo de onde coloquei os quadros e o móvel da TV e mesa do computador são projetos de marcenaria. A mesa de jantar ainda é um mistério, mas vai ficar nessa área em frente à varanda e a mesa de centro vai ser fruto de um DIY. Em breve eu posto o board com as minhas inspirações.

sala-thyeme-figueiredo sala-thyeme-figueiredo sala-thyeme-figueiredo sala-thyeme-figueiredo

sala-thyeme-figueiredo

Perry e Dinha correndo na sala, uma cena muito comum

A cortina e os quadros que estavam na lista de decoração já aparecem nessas fotos. Eu queria uma parede com várias molduras e várias artes expostas (maioria presentes e produção de amigos do curso de Artes visuais lá da UNB) mas só estava encontrando molduras caras, então eu tive um trabalhinho a mais, mas consegui economizar fazendo algumas delas à mão. O calendário comprei em uma feira de produtos autorais aqui de brasília em que participei representando a Papelle (acho ele um amorzinho).

Já está confortável, mas falta o conforto para os meus olhos de designer de interiores haha

Se quiser dar sugestões ou dar a sua opinião sobre o que você achou, não esquece de deixar um comentário!

ideia-decor-de-quarto

Quarto com várias funções

Algumas notas sobre

Com os espaços cada vez menores e mais caros é necessário usar a criatividade para que a rotina diária não fique comprometida com o acúmulo de funções diversas no mesmo metro quadrado. O quarto é um dos ambientes que mais tem sofrido com esse problema e não é fácil manter esse espaço adequado para uma boa noite de sono e relaxamento se as funções de trabalho/estudo (entre outros) estiverem presentes nele de forma desordenada. A ideia da imagem acima – com uma espécie de parede atrás da cama separando área de dormir da área de vestir – dificilmente pode ser executada em um quarto pequeno, por questões de tamanho mesmo (às vezes mal cabe uma cama de casal, não é mesmo?). Mas eu quis trazê-la aqui para o blog porque acho que o conceito dela  é um ponto de partida para outras formas de executar uma divisão de funções no quarto.

No caso da imagem acima, o quarto está dividido entre área de dormir e closet. O armário do closet é discreto e bonito e não causaria nenhum incômodo visual caso estivesse à vista, mas não seria a mesma coisa caso fosse um armário aberto, com a bagunça diária sempre visível. Sendo assim, seria ideal que ele pudesse ficar mais reservado, de modo que você praticamente esquecesse que está lá. O mesmo vale para um home-office, especialmente quando você não consegue sossegar por estar sempre olhando para os suportes físicos do trabalho que ainda precisa ser feito. Para a divisão pode-se criar uma parede com dry-wall, utilizar um móvel, ripas de madeira e até mesmo tecido (!). O importante é avaliar bem o espaço que você possui, seus móveis, a função que você quer e procurar pela melhor forma de fazer a execução. Fazer uma consultoria com um designer de interiores é um bom investimento se surgirem muitas dúvidas.

Abaixo, separei mais algumas inspirações para quem quiser investir nessa ideia:

decoracao-quarto-dividido ideias-de-decor-quarto Mais ideias de outros projetos de quartos AQUI

Beijo e até mais!

Ideias para pintura de paredes

Algumas notas sobre

parede-geometrica-para-quarto parede-aquarela-para-quartowall-painting-idea

simple-and-chic-wall-painting-ideasImagens: 1 | 2 | 3 | 4

Eu lembro bem da época em que várias pessoas começaram a usar texturas com massa corrida para pintar suas paredes e também lembro quando, algum tempo depois, essas paredes pareciam “bregas” e o legal mesmo era pintar duas paredes de uma cor e as outras de outra cor. A moda também já foi colocar papel de parede, pintar tudo da mesma cor, colocar adesivos… e a conclusão em mencionar tudo isso é dizer que cada ideia nova que surge e vira moda (ou não) acaba permanecendo e que maravilha quando começa a ser explorada em todas as suas possibilidades! Nem tudo o que fica bom na casa do vizinho vai ficar bom na nossa casa e a felicidade reside justamente em usar o que combina com a gente – ousar ou não ousar é uma questão completamente pessoal. Separei quatro ideias diferentes de pintura de paredes para inspirar quem está planejando uma nova pintura.

A primeira imagem tem formas geométricas com cores pastel, indo do chão ao teto. Nada tão inovador, mas repara como pode ficar delicada quando bem feita! E que tal aquarelar a parede? Nesse site eu encontrei um tutorial ensinando a fazer isso. Já a terceira foto tem essa parede maravilhosa, feita com ondas ao invés de listras e com uma seleção maravilhosa de cores “vivas”. Por fim, um efeito de degradê que eu só descobri hoje que dá pra fazer com tinta mesmo! (antes eu achava que só era possível com papel de parede).

Não esquece de me contar qual dessas ideias você gostou mais aí embaixo em um comentário!

Um beijo e até mais!

quarto-studio

Quarto estúdio

Algumas notas sobre

Novamente está aberta a temporada de redecoração na minha casa. Eu mudei de apartamento recentemente e, não apenas isso, minha rotina também mudou. Se eu pudesse eu deixaria o novo quarto exatamente como o anterior e trocaria apenas a cor das paredes, mas agora eu não estou morando sozinha e meu home-office precisa ficar no mesmo espaço de dormir.

Se você me acompanha pelo instagram provavelmente notou que eu ando postando várias fotos de desenhos e materiais de arte. Essas coisas agora fazem parte da maioria dos meus dias e preciso organizar meu espaço tanto para guardar esses materiais quanto para executar os meus trabalhos de curso e ainda para fazer os meus projetos de design de interiores. Por isso o post de hoje, porque estou buscando um equilíbrio entre esses dois estilos:
Imagens acima: 1 | 2

Sempre tive vontade de ter uma espécie de ateliê, com essa bagunça de tintas, telas e papéis espalhados por todo lugar masssssssss eu gosto muito da sensação de dormir em um quarto “limpo” visualmente. Como conciliar as duas coisas em um quarto estúdio?

  • Um detalhe importante é dormir com uma vista sem poluição visual, ou seja, quando eu estiver recostada na minha cama a parede para onde eu olhar não pode ser a mesma onde vai ficar a minha mesa e precisa ter o mínimo de coisas possível.
  • Considerando que eu ainda não pinto telas, é muito mais fácil expor alguns dos meus desenhos (meus preferidos), mas deixar os outros guardados. A mesma coisa vale para os materiais, não tendo a necessidade de deixar exatamente tudo exposto, só alguns itens mais utilizados ou mais caracterizados por assim dizer (um pote com pincéis, tintas e etc).
  • Algo que já é recorrente no meu estilo pessoal no que se refere ao quarto: roupa de cama neutra. Eu adoraria tudo branco, mas suja muito e eu não tenho nem paciência e nem tempo pra ficar lavando. Mas vou investir em algumas colchas sem estampa e claras e talvez não compre capas de almofada com estampas variadas, como eu queria fazer (eu disse talvez, hein?!). Creio que se nesse aspecto tudo for bem neutro, a minha bagunça na área de trabalho não vai ficar incômoda.

Separei algumas imagens que estão me inspirando e as atualizações no meu pinterest continuam a todo vapor!

quarto-estudio quarto-estudio quarto-estudio

Imagens 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6

Se tiver alguma referência legal nesse estilo, deixa o link aí em um comentário!! (plissss)

Beijos e até o próximo!

mesa-ao-lado-da-cama

Mesa criado-mudo para quartos pequenos

Algumas notas sobre Quartos

Há alguns meses peguei um projeto de um quarto em que o espaço disponível para colocar uma mesa de estudos ficava muito distante da janela, ou seja, só com um pouquinho de luz natural. A solução foi substituir um dos criados-mudos ao lado da cama por uma mesa (pequena, mas suficiente para escrever e usar o computador). Com o metro quadrado cada vez mais reduzido – especialmente nos quartos – essa opção de mesa criado-mudo é muito valiosa, embora alguns cuidados sejam necessários:

  • Preste atenção nas medidas da mesa e nas medidas do espaço disponíveis para ela. É muito importante ter espaço para que você consiga sentar e levantar da cadeira/puff.
  • Lembre-se de que um criado-mudo (mesa de cabeceira é um nome mais bonito, né?) serve para guardar e apoiar coisas que usamos durante a noite. Então, tente não colocar muitos materiais de trabalho/estudo sobre a mesa, apenas o necessário. Guarde essas coisas em outro local e leve para a mesa apenas quando for usar. Ou então escolha uma mesa com gavetas (!)
  • A altura da mesa também é importante, de um modo geral 72cm é o ideal (sem espaço para colocar teclado em baixo).

Aqui estão alguns outros posts com mais ideais relacionadas:

Criado-mudo balanço | Mesa lateral | Design no criado-mudo

Um beijo e até o próximo!

aplicativo-design-de-interiores-neybers

Neybers

Algumas notas sobre

Neybers é um aplicativo grátis para iPad que permite a criação de ambientes em imagens realistas em 3D. Tenho criado ambientes com um conceito bem semelhante desde que criei esse blog – as colagens – mas para isso sempre utilizei o polyvore. Fiquei sem computador por alguns dias na semana retrasada e acabei descobrindo esse app, então resolvi testar para ver se ele poderia ser uma ferramenta útil para os meus projetos. Aqui estão os meus prós e contras:

P R Ó S :

  • Os “bloquinhos” disponíveis para uso já tem o fundo transparente, então você não precisa ter o trabalho de editar cada imagem que colocar no seu cenário e vários “blocos” tem mais de um ângulo, então é possível colocar a mesma cadeira de frente e de costas, por exemplo.
  • É um aplicativo, então basta estar com o seu iPad e você conseguirá criar os cenários (isso é muito legal para aqueles momentos de sala de espera, sabe? haha)
  • Dá pra mudar a iluminação do cenário apenas apertando as opções disponíveis em lighting.
  • Os “blocos” estão separados não só por categoria, mas por cor e também por estilo (achei isso muito prático)
  • No final você consegue escolher se vai salvar a imagem inteira ou se quer cortá-la. Dá pra salvar direto para a galeria de imagens ou pode compartilhar nas redes sociais. Ah, eles ainda tem uns filtros se você quiser editar a imagem final mais ainda.
  • Funciona como uma espécie de rede social de design de interiores. Você pode seguir outros criadores e ser seguido. Suas criações podem ser curtidas e você pode curtir a dos outros. Aliás, alguns “blocos” só podem ser trocados por moedas do próprio app e para conseguir essas moedas, você precisa cumprir algumas tarefas de interação (comentar, curtir, seguir…) e isso é bem interessante, não é?!

C O N T R A S :

  • Não dá pra importar os seus próprios “blocos”! No meu caso isso é ruim porque gosto de usar vários produtos que são design brasileiro ou que eu mesma desenhei e no Neybers fico limitada a usar apenas o que está disponível na biblioteca deles (é muita coisa e eles sempre acrescentam coisas novas, mas pra mim nem sempre vai ser suficiente).
  • É um aplicativo e não tem uma versão para a Web. É legal para usar na sala de espera, mas se você se sente mais à vontade com o mouse (assim como eu), não vai conseguir utilizar apenas ele para criar seus conceitos.
  • Só está disponível para iPad : (

aplicativo-design-de-interiores-neybers aplicativo-design-de-interiores-neybers aplicativo-design-de-interiores-neybers

Criei esse cenário só para fazer o post. O ambiente era meio pesado e escuro, então eu resolvi colocar elementos um pouco mais coloridos. Sou apaixonada pelo design dessa mesa de centro e amei o tapete cheio de formas geométricas aleatórias! Talvez depois eu trabalhe mais esse cenário : P

aplicativo-design-de-interiores-neybers

Se você conhece outro aplicativo legal, pode indicar em um comentário! Ou fique à vontade para sugerir novos temas de posts 🙂

Um beijo!

bonjour

Aprender francês pela internet

Algumas notas sobre

Olá olá! Tudo bem por aí?

Já comentei algumas vezes por aqui sobre estar tentando melhorar o meu inglês com a ajuda da internet. Eu fiz 3 anos e meio de CCAA (amo, amo, amo!), fora ter estudado isso na escola durante todos os meus anos de estudante, então acho que eu aprendi o que funciona e o que não funciona pra mim quando se trata de aprender um novo idioma. Por isso, quando resolvi que ia mesmo me disciplinar para aprender francês – porque queria há muito tempo, mas sempre desistia – recorri ao combo internet + técnicas que aprendi estudando inglês. Cursos de idiomas são ótimos, especialmente quando estamos começando. No entanto, francês não é algo que eu precise de aprender, então ao invés de me comprometer com um curso agora, minha escolha foi começar aos poucos estudando sozinha de acordo com o meu próprio ritmo e futuramente fazer um teste de nivelamento e aí sim, fazer um curso que me auxilie com a pronúncia e as dúvidas. Nesse post vou compartilhar a minha fonte de estudo com vocês e a minha ~rotina~.

Francês zero – Foi por onde eu comecei. São dois professores, um francês que fala português e uma brasileira que fala francês. Eles disponibilizam as aulas nos módulos básico e intermediário, sendo que os primeiros episódios de cada módulo são grátis. A didática deles é muito boa e mesmo que você não pretenda fazer os episódios pagos, vale muito a pena acompanhar os que são grátis. Tem áudio, exercícios e eles ainda indicam sites complementares em cada lição.

Learn french with Vincent – É um canal no youtube com aulas de francês (tradução para o inglês). Acho um pouco difícil de acompanhar porque eles postam muitos vídeos por dia e alguns tem horas de duração. Mas sempre pesquiso lá quando tenho dúvidas de algum tema específico (gramática, pronúncia e etc) e sempre encontro algum vídeo com a explicação.

Talk in FrenchAulas de francês com tradução para o inglês. Eu adoro os e-mails que eles enviam quando você assina a mail list. São poucos e-mails (geralmente só aos Domingos) e sempre tem dicas legais, não só sobre idioma mas sobre cultura também. O site tem a versão de aulas pagas, mas a variedade de conteúdo grátis é enorme – tem ebooks, áudios em MP3, podcast e assim por diante.

French words – É uma página no facebook e um tumblr com imagens muito fofas com palavras em francês e na legenda eles escrevem a tradução para o inglês. É tipo consultar uma palavra nova no dicionário todos os dias (é assim que eu faço) e aos poucos você vai assimilando melhor a grafia.

aprendendo-frances

No youtube eu ainda acompanho o canal de dois franceses, o Cyprien – quase não entendo nada do que ele fala, mas os vídeos são divertidos e é legal ouvir ele falando – e Antastesia, que faz a maioria dos vídeos em inglês (com o sotaque mais fofo que eu já vi) mas faz alguns vídeos ensinando coisas sobre o idioma.  De vez em quando eu também assisto alguns filmes franceses, vou deixar aqui o nome de três que eu gostei muito: “O fabuloso destino de Amelie Poulain”, “há tanto tempo que te amo” e “azul é a cor mais quente”. Nesse post do blog Janelas abertas tem outras dicas de sites e aplicativos. Ah, se você não for muito tímido, pode tentar um intercâmbio online com franceses que estejam aprendendo português. No aplicativo 9gag chat tem um grupo para pessoas interessadas em fazer isso, só postar uma foto lá divulgando o que você está procurando e esperar as respostas (e filtrar as pessoas né! Dê uma olhadinha nos grupos que essa pessoa participa no perfil dela…). Existem vários aplicativos legais para praticar o idioma com pessoas de outras países.

Espero ter ajudado! Se tiver mais dúvidas, deixa um comentário que talvez eu posso ajudar 🙂

À bientôt!

espelho-decoracao

Três notas sobre espelho

Algumas notas sobre
quarto-blair-espelho

Quarto da Blair, na série Gossip girl. Aqui o espelho reflete a cama e a luz da luminária.

Espelho é um item que está presente na maioria das residências e é utilizado praticamente todos os dias. Atualmente é possível encontrá-lo em diversos tamanhos, estilos e preços, sem falar que existem várias formas criativas de usá-lo como elemento decorativo. Pensando nisso, separei três informações valiosas sobre esse assunto:

  • O espelho de parede não precisa necessariamente chegar até o chão para ser capaz de refletir o corpo da cabeça aos pés. Se a altura dele for menor que a altura do seu corpo, é melhor deixá-lo na mesma direção da sua cabeça porque 50/70 cm afastado do chão ainda vai oferecer uma boa reflexão de corpo inteiro, mas o contrário você precisará ficar se encurvando para enxergar o seu rosto.
  • Evite colocar o espelho contra a janela porque a reflexão não será das melhores (efeito silhueta). A melhor opção é que ele fique perpendicular, formando um ângulo de 90 graus com a janela.
  •  Cuidado com o que o espelho vai refletir. Evite colocá-lo em frente ao banheiro, por exemplo. É legal quando a parede que o espelho reflete tem elementos de destaque (quadros, papel de parede e etc.) ou quando ele reflete um bom ângulo do quarto.

espelho-decoracao

espelho-decoracao

espelho-quarto-bebe

Achei essa ideia diferente e muito legal para quarto de bebê: refletindo o bercinho!

espelho-melina-souza

Refletindo o quarto inteiro. Foto e quarto: Melina Souza

Não esquece de me sugerir o que gostaria de ver nos próximos posts dessa categoria!

Beijos e até mais 🙂

teto-escuro-quarto

Teto do quarto escuro

Algumas notas sobre Quartos

Fotografia de Brittany Ambridge para domino.com

A decoração desse quarto tem tantos elementos legais que eu ainda não consegui escolher o que eu mais gosto, mas resolvi destacar o teto pintado de cor escura. O teto/laje/forro é uma parte importante no design de interiores, mas muitas vezes é deixado de lado. Você consegue lembrar da última vez em que reparou no teto de algum lugar? Pois eu aposto que não. O que quero dizer é que mesmo sendo algo fora do nosso campo de visão imediato, a maneira como é decorado influencia (e muito) na aparência do seu espaço, no caso, seu quarto.

O mais comum, quando se trata laje ou forro de gesso, é pintar de branco. Quando não, é o forro de lambri (basicamente madeira) ou o forro de PVC, que até tem algumas opções de cores mas geralmente é escolhido na cor branca. Isso porque o branco é neutro e ~jáquenaovamosdarmuitatençãoparaoteto~ o melhor é deixá-lo o mais discreto possível. Porém, é possível ir além do óbvio e caprichar nesse detalhe simplesmente por aplicar uma cor mais escura. É preciso levar em consideração a sensação visual que as cores proporcionam – cores claras afastam, cores escuras aproximam – e se o pé-direito é muito (muito) baixo, escurecer o teto não será uma boa ideia. No caso do ambiente da foto, o teto escuro deixou o quarto mais aconchegante e combinou bastante com os outros tons de cores aplicados no papel de parede, na cabeceira, na roupa da cama…

E o interessante em ter um teto com um tom de cor mais escuro é que poucas pessoas vão notar em um primeiro olhar onde é que está a diferença!

Um beijo e até o próximo!