Browsing Tag

como decorar

Opinião da designer: O piso na parede

Uncategorized
Ideia diferente para a parede do quarto

Ideia diferente para a parede do quarto

Ao ver esse projeto, não pensei duas vezes sobre se iria comentar aqui no blog ou não. Tem um estilo diferente do que costuma aparecer aqui, eu sei. Mas é só prestar atenção na parede de cabeceira para entender o porquê. É diferente! Além disso, abre a mente para várias outras ideias. À primeira vista, a parede parece ter sido revestida com sobras de cerâmica, mas o material usado nessa parede foi telha de teto decorativa, que recebeu uma pintura personalizada. Talvez vocês já tenham visto parede semelhante em cozinhas e banheiros, mas no quarto é realmente incomum. Achei criativo e ousado. Já imaginei um quarto com parede cheia de pastilha ou azulejos…de um jeito baratinho poderíamos usar adesivo que imita azulejo. Ou até reaproveitar sobras de material em uma parede menor. Gostou da ideia? Escreve na área dos comentários a sua opinião!
 
Um beijo e até o próximo post!
Thyeme-Figueiredo 

10 passos para colocar em prática sua ideia de decoração- Parte II

Uncategorized

Na semana passada, o blog ganhou um post chamado 10 passos para colocar em prática sua ideia de decoração-Parte I.

Hoje, na parte II, vamos continuar a partir do passo 6. Para quem não sabe do que se trata, esses dois posts explicam alguns passos necessários na hora de tirar uma ideia de decoração do papel. Por favor, leia a parte I antes de continuar.

  1. Faça uma seleção de tudo o que você tem no quarto.
  2. Já tem uma ideia do que você quer?
  3. Agora que você já tem uma ideia…
  4. Distribua os móveis no espaço
  5. Seguiu esses passos e percebeu que estão faltando coisas?
  6. Você descobriu o que estava faltando no quarto. Procure observar quanto de espaço você tem para colocar esses ítens faltantes e esse espaço irá definir a medida máxima que esse ítem poderá ter.
  7. Layout definido. Nessa fase, você já sabe o que quer fazer e já tem um estilo ou uma mistura de estilos em mente. Hora de definir as cores e os tecidos. No meu caso, acho sempre mais difícil escolher as cores. Seu ambiente pode ter o desenho do mobiliário perfeito, mas se você errar na escolha das cores, nada feito. Comece pesquisando quais são as cores predominantes no estilo que você escolheu. É azul? Que tom de azul? Defina uma paleta de cores, assim você terá uma ou duas cores predominantes e outras cores complementares. Não tenha medo de experimentar várias combinações de tons da sua paleta, a não ser que você queira mesmo tudo branco ou bege.
  8. É nesse ponto que uma perspectiva do seu espaço é importante. Com um desenho do espaço em 3D você consegue enxergar mais ou menos ( e às vezes perfeitamente) como tudo ficará. É até mais fácil definir as cores assim, pois você consegue ir testando tudo até encontrar uma combinação que fique realmente harmoniosa. Você pode usar o software google sketchup para desenhar ou pagar alguém para fazer o desenho para você ou ainda não fazer o desenho. Lembrando que sem o desenho em 3D suas chances de se arrepender após fazer as compras são muito grandes, já que você não terá como vizualizar as coisas fora da sua mente, o resultado pode ficar bem diferente do que você imagina…perspectiva...2
  9. A escolha dos tecidos é um pouco mais simples. Não vou indicar nenhum site explicando a diferença dos tecidos e etc, porque você deve ir em uma loja de tecidos ( principalmente lojas que fazem cortinas), lá você pode tirar todas as suas dúvidas com as vendedoras e pode sentir os tecidos de perto. O mesmo vale para a compra da roupa de cama, vá até a loja, olhe, pergunte e sinta. O toque do tecido te agrada ou te agonia? Te dá coceira? É confortável ou áspero de mais?…não compre logo, pesquise. Tente fotografar as suas escolhas ou pegar a imagem no site da loja para incluir no seu desenho ( se você tiver um) e observar se vai combinar com o restante do quarto ( e quando digo combinar, quero dizer ficar harmônico).
  10. Faça tabelas. Se você quer mesmo economizar, pesquise todos os ítens em mais de uma loja e vá fazendo tabelas de comparação de valores para cada ítem. Por exemplo, tinta. Anote e compare o preço da tinta na loja 1, na loja 2 e na loja 3. Desconfie se o preço de algum dos fornecedores estiver muito abaixo das outras ou se estiver muito acima, geralmente você encontra valores com diferenças pequenas ( e isso é dica de ouro! ). Dessa forma, você vai conseguir comprar tudo o que precisa sem gastar um horror. Dá um pouco de trabalho, mas o resultado é gratificante. E você não precisa fazer tudo em um só dia. Compre aos poucos, arrume aos poucos. Siga essas dicas com calma e antes que você perceba já terá feito tudo!

Espero realmente ter ajudado. Há margem para dúvidas em alguns pontos, que só a prática explica…ou um texto enorme ( que tenho certeza que poucos de vocês leriam haha). Tentei ser o mais transparente possível e partindo daqui, vocês podem se aprofundar e pesquisar mais que essas dúvidas serão tiradas. Mas se a dificuldade for grande de mais e vocês decidam contratar um profissional, não esqueçam de mim! (Contato) hahaha

assinatura blog