angelinthesnow3

Morte in the snow

Diário

angel-in-the-snow

Aqui está literalmente e metaforicamente frio. Hoje eu terminei de ler “Morte súbita” (gente, que livro!) e tenho a leve impressão de que eu nunca mais vou parar de ouvir “umbrella”. Achei incrível poder me sentir uma mosca em Pagford, só observando a vida de todo mundo ali acontecer, odiando e amando todos os personagens ao mesmo tempo. Eu adoro quando os livros/filmes/séries mostram as duas caras dos seus personagens porque na vida real ninguém é totalmente vilão ou mocinho, sempre depende do ângulo em que estamos sendo vistos, do quanto conhecem a nossa história, as nossas razões…É aí que entra aquele conselho de não julgar ninguém, coisa que a gente faz constantemente, mesmo sem querer. Sim, porque nós nunca sabemos tudo, não é?
Também estou apaixonada por “angel in the snow” – essa música gracinha do Elliott Smith. É, acho que eu poderia muito bem resumir essa semana como tendo sido uma mistura dessas duas recomendações. Você pode escolher chorar ou passar uma tarde comendo biscoito de morango.
Thyeme Figueiredo

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply