Screen_Shot_2013-11-27_at_12.42.45_PM%255B11%255D

Desabafo: Faça o milagre mas diga quem é o santo

Algumas notas sobre

http://www.almostmakesperfect.com/

Nunca fiz um post desse tipo aqui no blog porque prefiro falar sobre coisas que inspiram as pessoas e etc. Mas hoje, eu fiquei profundamente indignada com a atitude de uma pessoa no instagram e não tive coragem de comentar na foto porque estaria fazendo uma crítica bem negativa e acho que acabaria comprando uma briga (vai saber como a pessoa lá do outro lado vai reagir, não é?). Mas o que eu vi me incomodou pelo resto do dia e bastou que eu fizesse uma rápida pesquisa no google para descobrir que eu não estava sendo apenas uma pessoa implicante.
Pois bem, essa pessoa postou a foto de um relógio com uma espécie de marca d’água escrito “by fulano de tal”, que era o seu próprio nome. Na legenda, comentou que se tratava de um relógio fofo que haviam acabado de fazer para um de seus clientes, que era lindo, tem em várias cores (para vender) e que acham um arraso. Quando eu vi a foto, reconheci na hora que já havia visto no pinterest e pensei que eu pudesse ter repinado dessa mesma pessoa e olha que coincidência legal que seria! Só que o meu repin era do apartment therapy e o link redirecionava para outra pessoa (de fora do Brasil) que indicava que esse relógio se trata de um projeto de DIY (faça você mesmo) inspirado no ‘Primary Clock’ de David Weatherhead.
Gente, eu penso que tudo bem você usar imagens de autoria de outras pessoas na internet, é claro que é preciso dar os devidos créditos, mas mesmo se não der (porque às vezes parece simplesmente impossível de encontrar a verdadeira fonte), é muita cara de pau dar a entender QUE AQUILO É SEU quando VOCÊ SABE QUE NÃO É. Eu passei muito tempo usando fotos de outras pessoas sem dar os créditos e vejo muitas pessoas que ainda são inexperientes com o uso de coisas na internet fazendo isso, mas ainda não tinha visto ninguém fazendo algo assim PARECER SEU, CRIAÇÃO SUA. E Pensei “ah, mas essa foto pode ser de autoria dessa pessoa, vai que fez o projeto de DIY e agora está vendendo pra quem quer mas não sabe fazer”. Só que não, nem a foto era porque achei no google bem aqui ó (clique).
O que me irrita nisso, é que não se trata de uma pessoa com poucos seguidores, que começou agora e que não sabe o que tá fazendo. E pra mim foi fácil reconhecer a enganação (porque pra mim isso é uma baita de uma enganação), mas tem MUITA gente que não faz nem ideia e nesse momento deve estar achando o furtador a pessoa mais criativa do mundo. Coitado de quem teve a ideia original. Eu não estou criticando o fato dessa pessoa vender um projeto de DIY que não é dela e sim o fato de dar a entender que a ideia é dela. Dói falar que tá fazendo uma cópia?

Então não se deixem enganar por gente assim e não é difícil perceber quando as pessoas estão mentindo ou só fazendo um marketing com meias verdades, é só manter os olhos abertos. Senão você acaba até pagando caro por algo que poderia ter por menos de 20 reais. E se você está cometendo o mesmo erro, nunca é tarde pra se redimir e fazer diferente. Eu, quando comecei o blog, fui criticada pela Holly Becker por uma foto que postei sem dar os créditos simplesmente porque eu salvei de quem também não tinha dado os créditos e não fui atrás. E a foto nem era dela. Mas eu estava errada e desde então me esforço pra não fazer mais isso.
Faça o milagre, mas diga quem é o santo e se não disser, faça o favor de deixar claro que o santo não é você. É chato e sim, prejudica quem criou.
Thyeme Figueiredo

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply