Refrescando com tons de azul

paleta-cores-turquesaProjeto: molly frey design

A paleta de cores desse projeto varia em tons claros de azul, branco, cinza e verde. Gosto muito de como a mistura dessas cores deixa o espaço com uma aparência mais refrescante. A sensação é de que se você abrir a janela de qualquer um dos quartos, vai encontrar uma praia e um dia ensolarado (mas com aquele vento gelado, sabe?!). Poder trazer essas sensações naturais para o design de interiores é uma coisa incrível porque mais do que ter um espaço com uma boa aparência, algumas pessoas necessitam disso como auxílio em tratamentos de doenças emocionais. Abaixo separei mais dois quartos com tons de azul claro para você se inspirar e observar melhor como a distribuição de cores acontece:

decoracao-quarto-azulProjeto do blog centsational girl, o quarto acima usou os tons de azul na pintura da parede, na capa das almofadas e duvet e em detalhes como algumas caixas que enfeitam a estante.

decor-quarto-azulEntre o branco e o marrom claro da madeira, os tons de azul aparecem na estampa das almofadas, na poltrona, na cortina e até no pequeno rádio ao lado da cama. O quarto faz parte do St Winifreds Residential Care Home, que além de ser um asilo também trata de idosos com diagnóstico de demência.

Para ver outros posts sobre cores clique AQUI.

Um beijo e até mais!thyeme-figueiredo

O benefício da paleta de cores

paleta-de-cores

Recentemente eu notei uma coisa interessante sobre analisar combinação de cores através dessas paletas: elas ficam na mente! Na verdade, a nossa mente absorve tudo o que a gente vê e, de alguma forma, mesmo aquelas coisas que a gente esquece TOTALMENTE, continuam lá e surgem em momentos inesperados como se fossem ideias nossas. Pessoalmente, descobri que criar paleta de cores é uma maneira perfeita para o meu cérebro agrupar as cores. Como eu sei disso? Percebi que as cores que eu estava usando em vários projetos – e que eu achava serem puro fruto do meu bom gosto haha – na realidade estavam seguindo o mesmo padrão de paletas que eu repinei no pinterest e que eu criei, até mesmo algumas em que eu só dei uma “olhadela”. Você já teve alguma experiência assim? Me conta!

Beijos e até o próximo!

thyeme-figueiredo

Pote de amoras

paleta-de-cores-decor

Essa foto – além de me deixar com vontade de comer amoras – me chamou a atenção para a combinação das cores roxo, rosa e lilás. Lembrei de um quarto que comentei em um outro post e de como essas cores juntas deixam o espaço com um clima mais alegre. Mas se você tiver medo de que fique exagerado, pode experimentar essa paleta apenas em detalhes como quadros, nichos, almofadas e assim por diante. O que acha da ideia?

This picture – besides making me feel like eating blueberries – called my attention to the purple, pink and lilac combination. I remembered a bedroom that I commented in another post and how this colors together let the room with a joyous mood. But if you are afraid that it becomes exaggerated you can try use this palette just in some details like paintings, niches, pillows and so on. What do you think?

Beijos! xx

thyeme-figueiredo

#Cores – Do it

paleta-de-cores-do-it

O que eu amo nessa fotografia, além da composição, é o efeito que a cor da parede causa nos elementos naturais – a fruta e a mão – sendo apenas um plano de fundo, um background. Falando em termos de design de interiores, você consegue imaginar a estampa que aparece no tecido sendo usada na capa de almofadas? A cor da fruta (esse laranjado terroso) poderia surgir em um quadro, um vaso ou até mesmo um móvel e o tom rosado da pele poderia aparecer na colcha da cama, na manta do sofá ou no tecido da cortina…é possível adaptar a paleta de cores dos mais diversos cenários para os ambientes interiores, basta usar um pouquinho de imaginação. Do it!

LEIA MAIS:
Beijo!

Thyeme Figueiredo

Marsala

cor-marsala

Eu não costumo seguir nenhum tipo de tendência apenas porque é tendência. Se tem algo que todo mundo está usando ou fazendo e eu acho que ficaria bom em mim ou que seria legal na minha vida, então tudo bem. Mas do contrário, nada feito. Também aplico isso ao design de interiores e é por esse motivo que sempre fui um pouco desconfiada com esses anúncios de “a cor do ano” e etc.

Porém, há alguns dias eu recebi uma edição da revista habitat que tem uma entrevista muito interessante com Blanca Liane (distribuidora oficial da Pantone no Brasil) falando sobre o processo de pesquisa da Pantone com as cores, e confesso que eu não tinha ideia das coisas que eles levam em consideração na hora de eleger uma cor específica. “Além de especialistas em que o design é importante, eventos políticos, sociais e econômicos também são analisados”. As cores tem poder sobre os nossos sentidos, além de todo o lado simbólico…

Então eu criei essa colagem e usei na parede um tom parecido com o Marsala, a cor de 2015 – esse marrom avermelhado que dá vontade de comer ♥. É um tom sofisticado, que pode parecer mais sério ou mais fofinho dependendo de com quais outras cores você irá combiná-lo. Acho que pode ser bastante explorado, concorda?

PANTONE 18-1438 Marsala
revista-habitat.png


Até o próximo!

Thyeme Figueiredo