colagem-light-up%255B4%255D

A beleza e as nossas emoções

Algumas notas sobre

colagem-light-up

Uma das coisas mais importantes no design de interiores pra mim é como isso pode ajudar ou prejudicar o nosso lado emocional. Não é o valor financeiro que as coisas possuem, veja bem. Mas a paleta de cores, a composição dos móveis e o significado desse conjunto reunido – a beleza – contribui de maneira sutil e profunda com os nossos sentidos. Eu estava triste então pensei em usar cores mais vivas e elementos mais naturais (a planta) e com aspecto artesanal (o cesto, que lembra a casa da vovó) para preencher o espaço em que eu gostaria de estar sentada lendo algum livro legal…
Complementando o tema “beleza”, que sempre está vivo em uma discussão pessoal que eu tenho com alguém que não acredita na importância disso (discussão construtiva hehe), li um trecho do livro “Kafka para sobrecarregados” que expressou muito bem o que eu tentava há muito tempo argumentar e não conseguia:

“Como afirma o filósofo e psicoterapeuta Piero Ferrucci, rodear-se de beleza é uma necessidade vital para o ser humano: muitas pessoas têm sede e não sabem disso. Não têm consciência da sede. Não bebem o bastante, e seu corpo experimenta tanta necessidade de água que desidrata. Então, elas sentem mal-estar, mas não sede. O mesmo acontece com a beleza. A necessidade não satisfeita da beleza pode gerar depressão, inquietação, uma profunda sensação de futilidade, uma inexplicável agressividade e diversas patologias. A necessidade de beleza não é reconhecida em nossa sociedade, e isso acarreta enormes males psicológicos e sociais.”

Não estou me referindo a padrões de beleza. É simplesmente a ideia de preencher o mundo a nossa volta – e como consequência as nossas emoções – com coisas agradáveis. Essa beleza não diz respeito apenas a coisas palpáveis, mas pode estar em uma música, um cheiro, uma paisagem e assim por diante. Diz respeito a pessoas também, e toda aquela história de aceitação e positividade. Se a nossa casa for um lugar onde gostamos de estar e nos sentimos bem, já é um bom começo para que também nos sintamos assim nos outros aspectos da nossa vida. Ou o contrário.
Thyeme Figueiredo

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply