A internet

Diário

a internet

Tem uma cena em “Orange is the new black” (se você não assistiu, assista!) em que uma presidiária – a Red – está descrevendo o google para outra presidiária mais velha. Ela diz que é “um lugar onde você encontra toda a informação do mundo” e a outra questiona sobre “por que então as pessoas continuam tão burras?”. Essa cena me fez refletir um pouco sobre as ferramentas que a gente tem hoje, esse monte de oportunidades tecnológicas, e como isso já mudou a minha vida até agora. É suficiente uma conexão com a internet, mesmo que nem seja tão boa, para se conseguir uma infinidade de coisas que há alguns poucos anos atrás requeriam todo um processo. Conheço algumas pessoas que ainda vivem virtualmente de apenas compartilhar fotos do shapolin sincero ou de crianças mutiladas. Já outras começaram negócios lucrativos, adquiriram conhecimento, descobriram o que está acontecendo ao vivo lá do outro lado do oceano…no meu caso, eu fiz amigos.
É muito, muito legal que as pessoas com quem eu trocava mensagens só pra passar o tempo tenham permanecido na minha vida pelos últimos 4/5 anos. Algumas saíram da tela do computador e agora comem pizza junto comigo. Outras me dão todo o suporte que eu preciso quando eu não estou lá essas coisas, sem que sequer já tenham me visto de perto. De pensar que a minha mãe tinha pavor de me ver conversando com estranhos e se fosse pelo meu pai, meus irmãos e eu nem teríamos foto de perfil no facebook!
Na internet não existe nenhuma regra definida sobre com quem você deve ou não conversar, o que você deve ou não fazer porque assim como na vida real, é tudo muito relativo. O cuidado que se deve tomar é o mesmo e ser honesto sobre quem você é longe dos pixels também é importante (lembrar que por trás da tela está uma pessoa de verdade). O que não vale mais é ficar usando a ignorância de assuntos importantes como desculpa, porque agora o nome disso é preguiça de googlear. Também não vale mais ficar sentindo pena de si mesmo, se sentindo sozinho porque muitas vezes a solução é só se abrir um pouco mais para as outras pessoas. Use a internet para isso se for preciso, se dê essa chance. Isso tudo já faz parte da nossa vida mesmo!

Thyeme Figueiredo

You Might Also Like

No Comments

Leave a Reply